Tecnologia bomba em Ribeirão Preto.

Ribeirão Preto, no interior de São Paulo, é um polo de TI em expansão: 27 das 42 empresas pertencentes ao Piso (Polo Industrial de Softwares) faturaram sozinhas R$ 243,5 milhões no ano passado.

De acordo com informações da Folha de São Paulo, o valor representa 143% a mais que os R$ 100 milhões gerados pelas 25 empresas do polo em 2005. O Piso foi fundado em 2004 por nove empresas.

A título de comparação, as 73 empresas instaladas no Tecnosinos, um dos maiores parques tecnológicos do Rio Grande do Sul, instalado em São Leopoldo, faturaram R$ 1,3 bilhão em 2011, último ano no qual a cifra foi divulgada.

A matéria da Folha destaca o porte dos clientes atendidos pelas empresas da cidade. A Heurys, por exemplo, criou um sistema de classificação de desempenho para os 18 mil funcionários do Habibs no Brasil.