ECOSSISTEMA

Instituto Caldeira se aproxima dos parques

01/04/2021 10:15

Iniciativa de inovação de grandes empresas assina convênio com Tecnopuc. Outros vão vir.

Representantes da PUC e do Caldeira assinaram convênio. Foto: Divulgação.

Tamanho da fonte: -A+A

O Instituto Caldeira, uma iniciativa focada em inovação que reúne boa parte do PIB gaúcho, acaba de assinar um convênio com o Tecnopuc, parque tecnológico da PUC-RS, visando fomentar o intercâmbio entre startups das duas organizações.

O acordo é o primeiro do tipo do Caldeira e deve ser seguido nos próximos meses por outros do gênero com os parques tecnológicos ligados à universidades instalados no Rio Grande do Sul, incluindo o Tecnosinos, da Unisinos, e o Zenit, da UFRGS.

No caso do Tecnopuc, o termo facilita por exemplo que startups a serem instaladas no Caldeira tenham acesso aos diferentes laboratórios da PUC-RS, focados em termos como usabilidade, produção audiovisual e prototipação, entre outros, e que as 80 startups já existentes no Tecnopuc tenham contato com os investidores por trás do Caldeira.

“O Caldeira traz uma peça muito importante para o ecossistema de inovação gaúcho, ao ser um investimento privado de grandes empresas”, resume Jorge Audy, superintendente de Inovação e Desenvolvimento da PUC-RS e do Tecnopuc. 

Os 40 fundadores do Caldeira incluem a nata empresarial gaúcha, representada por nomes como Jorge Gerdau Johannpeter, famílias Renner, Ling, Goldzstein e Herrmann, além de empresas tradicionais como Renner, Sicredi, Panvel, Vulcabras Azaleia, Banrisul, RBS, Randon, e da nova economia, como Agibank, 4all, Nelogica, Banco Topázio, SafeWeb, Zenvia, Meta e StartSe.

O Caldeira tem um conceito chamativo, com uma sede instalada dentro de uma grande caldeira, com 30 metros de pé direito hoje dentro da área onde hoje está instalado o Shopping DC Navegantes. O local produzia energia para as indústrias do grupo AJ Renner nos anos 20.

O acordo entre PUC-RS e Instituto Caldeira deveria ter sido assinado na inauguração oficial do Caldeira, prevista para acontecer na semana passada, mas que foi cancelada devido à explosão de casos de coronavírus em Porto Alegre.

Seria um ato mais em uma história que vem de longe. A história do Caldeira é intimamente ligada ao do Tecnopuc, desde o começo. O banco digital gaúcho Agibank mantinha uma operação dentro do parque, quando o seu CEO, Marciano Testa, começou a liderar a movimentação para criar o Caldeira.

Ao mesmo tempo, o Agibank é um dos patrocinadores do Pacto Alegre, uma iniciativa encabeçada por PUC-RS, Unisinos e UFRGS visando colocar o ecossistema de inovação de Porto Alegre em outro nível.

Uma das metas do Pacto é transformar toda a área do Quarto Distrito de Porto Alegre, onde fica o Caldeira, em um viveiro para empreendimentos de tecnologia.

Fundado no começo dos anos 2000, o Tecnopuc é um dos parques tecnológicos referência do país, com mais de 170 organizações, somando mais de 6,2 mil postos de trabalho. 

Entre as empresas instaladas estão companhias de tecnologia, como Thoughtworks, HPE e Oracle e também centros focados no assunto de grandes organizações como Sicredi, Globo.com e Marcopolo.

Ambientes como o Tecnopuc eram os grandes protagonistas do tema inovação até uma década atrás, mas o ecossistema digital está se sofisticando no Brasil, com o ingresso de grandes fundos, aceleradoras e iniciativas capitaneadas por empresas de olho na digitalização dos seus negócios como o Caldeira. 

Nesse novo paradigma, a competição se dá entre diferentes pólos, cada um deles visando reter talentos e oferecer as melhores condições para o desenvolvimento de startups de tecnologia. O Pacto Alegre deve ser entendido nesse contexto.

"A lógica é que para um crescer todos têm que crescer”, explica Audy. “Nossa ambição é que Porto Alegre tenha um lugar de referência no tema inovação na América Latina, capturando a imaginação como Recife ou Florianópolis já fizeram”, agrega. 

Veja também

CASH
ThoughtWorks levanta US$ 720 milhões

Consultoria de desenvolvimento de software vale US$ 4,6 bilhões.

CARREIRA
Linck, ex-AGCO, é CTO na e-Core

Profissional está na sua segunda passagem pela empresa de desenvolvimento.

EDUCAÇÃO
Pacto Alegre: projeto para professores com Sqed

Por meio da ferramenta, educadores têm acesso gratuito a cursos, livros, mentorias e conteúdos.

TRANSIÇÃO
Saraiva vai deixar HPE para liderar Sqed

Há 14 anos na companhia, executivo vai assumir o posto de CEO da startup.

EXCLUSIVO
Ex-IBM assume engenharia de software da HypeFlame

Marcelo Wendling vai liderar a vertical de tecnologia para produtos financeiros da spin-off do Agibank.

ECOSSISTEMA
Federasul, a nova entidade de tecnologia?

Novo presidente da tradicional associação foca em startups e transformação digital.

QUENTE
Agibank cria spin off de tecnologia

HypeFlame nasce com 400 profissionais e receita de R$ 200 milhões.

CAMPUS
Agibank transfere sede para São Paulo

Fintech aposta em nova base em Campinas. Parte da operação segue em Porto Alegre.

FINTECHS
Banrisul lança hub de inovação com Tecnopuc

Primeiro edital para o programa de aceleração de startups deve sair até o início de 2021.

ONLINE
Instituto Caldeira tem plataforma digital

Enquanto obras não ficam prontas, empreendimento começa uma vida on-line.

INOVAÇÃO
CDL POA procura startups de todo Brasil

Com foco em soluções para o varejo, três empresas serão premiadas em até R$ 30 mil.

NOVA SEDE
Zallpy expande operação em Porto Alegre

Nova sede no 4ª Distrito vai ampliar as contratações de novos profissionais na empresa.