Sem nomes no comando latino americano da Microsoft. Foto: Pexels.

Em meio à pandemia, com os funcionários trabalhando em casa, a Microsoft parece ter entrado em uma espécie de vácuo de poder em nível latino americano.

Cesar Cernuda, presidente da Microsoft na América Latina e vice-presidente corporativo da companhia, está deixando o cargo nesta quarta-feira, 01, para assumir o comando da NetApp.

Cernuda tinha 23 anos de Microsoft e estava no comando da região América Latina desde 2016.

O movimento estava previsto desde pelo menos maio. Cernuda deveria ser substituído por Rodrigo Kede, que ocupou a mesma posição dentro da IBM no passado. 

Mas a IBM decidiu entrar na Justiça para impedir a transição profissional de Kede, alegando acusando Kede de violar um acordo de não competição, um termo típico de contratos de trabalho de altos executivos visando impedir a ida para concorrentes.

Na visão da IBM, Kede teria condições de usar a favor da Microsoft informações confidenciais obtidas dentro da empresa, além de explorar a relação com grandes clientes para buscar migrações. 

A primeira audiência sobre o tema deve acontecer em julho. Segundo fontes ouvidas pela Neofeed, a IBM está disposta a “ir até às últimas consequências” para evitar a ida de Kede para a Microsoft.

Em nota, a Microsoft ressalta que "não tem interesse em nenhuma  das informações confidenciais da IBM" e que acredita que Kede pode assumir a posição sem violar os termos do contrato com a IBM.

Por outro lado, a Microsoft também sinaliza que vai esperar a definição legal: "Esperamos que o tribunal decida o mais breve possível quando Rodrigo voltará ao trabalho".