Franciso Nogara e Walter Maier, sócios da Agropixel. Foto: Divulgação.

A empresa londrinense Agropixel foi selecionada pela IBM para participar do IBM Global Entrepreneur Program for Cloud Startups, que faz parte do Programa Global de Empreendedorismo da companhia.

A Agropixel receberá US$ 2 mil por mês, durante um ano, em créditos para uso do IBM SoftLayer e Bluemix, ou seja, infraestrutura e plataforma na nuvem. 

“Nossa proposta é participar do programa e desenvolver uma plataforma para o setor agrícola voltada à tomada de decisão de grande volume de dados”, explica Walter Maier Neto, sócio da Agropixel, que é incubada na Incubadora de Empresas de Base Tecnológica da Agência de Inovação Tecnológica da Universidade Estadual de Londrina (Intuel - UEL). 

A soluçãoda Agropixel, segundo Walter, envolverá a análise de dados de diferentes fontes, tais como sensoriamento remoto de maquinários agrícolas e imagens multiespectrais de satélites e drones

“O programa de cloud para startups surgiu para suprir as necessidades de TI dos empreendedores. Saber que as startups utilizam a nossa tecnologia e que estamos auxiliando-as a trazer inovação para o mercado, nos enche de satisfação e nos engaja a buscar cada vez mais novos benefícios para este público”, disse Marcela Vairo, executiva de Desenvolvimento de Ecossistema da IBM.

O Programa Global de Empreendedorismo da IBM (GEP) surgiu nos Estados Unidos, em 2010, e chegou ao Brasil no ano seguinte. Esta iniciativa oferece às empresas acesso aos softwares IBM, sem encargos, por três anos, para desenvolvimento e testes de soluções, além da possibilidade de participar do IBM SmartCamp, evento da companhia para startups.

Já o benefício em cloud computing foi reformulado este ano e recebeu o nome de IBM Global Entrepreneur Program for Cloud Startups. O programa já possui mais de 2 mil empresas participantes e oferece créditos na nuvem IBM durante um ano.