A Demant divulgou que sua infraestrutura de TI "foi atingida por crimes cibernéticos". Foto: Pexels.

A Demant, uma das maiores fabricantes mundiais de aparelhos auditivos, deve encarar perdas financeiras de até US$ 95 milhões após ser afetada pelo que aparenta ser um ataque de ransomware no início do mês.

De acordo com o ZDNet, o incidente marca uma das perdas mais significativas causadas por um incidente de segurança cibernética (exceto pelo surto do ransomware NotPetya - conhecido por ter atingido empresas como a gigante marítima Maersk e o serviço de correio FedEx com perdas de mais de US$ 300 milhões cada).

As perdas da Demant também superam os danos causados por um incidente de ransomware na produtora de alumínio Norsk Hydro, inicialmente estimado em US$ 40 milhões, mas que agora deve chegar a US$ 70 milhões.

Os problemas da Demant começaram no início do mês. No dia 3 de setembro, a empresa publicou um breve comunicado em seu site para revelar o desligamento de toda a sua infraestrutura interna de TI após um "incidente crítico".

No entanto, a empresa não revelou mais detalhes, apenas divulgou que sua infraestrutura de TI "foi atingida por crimes cibernéticos". O ZDNet explica que publicações da mídia dinamarquesa identificaram o incidente como um ataque de ransomware.

O ambiente impactado da Demant incluiu o sistema ERP da empresa, além de instalações de produção, distribuição e serviços espalhados por países como Polônia, México, França, e Dinamarca, além de toda a rede da companhia na região Ásia-Pacífico.

A Demant levou semanas para se recuperar do ataque e ainda trabalha na manutenção de ativos. A empresa deve levar mais duas semanas para se restabelecer completamente. 

Embora a equipe da empresa esteja recuperando a infraestrutura de TI, as maiores perdas vieram do impacto de não ter acesso aos sistemas afetados com o ataque.

A empresa relatou atrasos no fornecimento de produtos e um impacto em sua capacidade de receber pedidos.

"Em nossos negócios de varejo de aparelhos auditivos, muitas clínicas em nossa rede não conseguiram atender os usuários finais regularmente", comunicou a empresa.

A empresa avisou, em mensagem para os investidores, que espera perder um valor entre US$ 80 milhões e US$ 95 milhões. O prejuízo poderia ser maior, mas a companhia tem a expectativa de receber uma apólice de seguro cibernético de US$ 14,6 milhões.