Sede do Serpro em Brasília. Foto: Divulgação.

O Serpro, estatal de processamento de dados ligada ao Ministério da Fazenda, começou a vender no um conjunto de APIs que permitem ter acesso, de forma estruturada, a dados governamentais relativos aos cadastros de CPF, CNPJ e notas fiscais eletrônicas.

A API Gov permite consultas mais seletivas mediante o pagamento de valores que começam em um fixo de R$ 662,40 por até 999 consultas para os três cadastros.

Depois os preços vão baixando de acordo com o volume de acessos, indo desde R$ 0,66 por consulta entre 1 mil e 10 mil até R$ 0,005 por consulta para acima de 121 milhões de consultas (haja consulta).

O Serpro tem uma base de 17 bilhões de notas autorizadas para consulta, assim como 229 milhões de CPFs e 36 milhões de CNPJs. 

“Ter acesso a esses conjuntos de dados é extremamente importante para vários processos de muitas empresas, principalmente por instituições financeiras e empresas de tecnologia que prestam serviços bancários ou de análise de créditos", explica Wescley Guimarães, da Divisão de Produtos de Informação do Serpro.

Na prática, todos esses dados já estavam disponíveis para o cidadão nos portais de consulta pública e já existem empresas privadas no mercado que o Serpro pretende atuar, mas Guimarães afirma que a integração e interação simplificada e transparente com as bases do CPF, CNPJ e NFe.

Segundo ele, já existem várias propostas de novas APIs para o API Gov em processo de concepção e desenvolvimento.