Ana Paula Probst com os alunos da Maria Montessori.

Tamanho da fonte: -A+A

Uma turma de 25 alunos da escola Maria Montessori em São José, na região metropolitana de Florianópolis, está tendo uma atividade extracurricular diferente: aulas de gerenciamento de projetos.

A atividade é uma iniciativa da Plathanus, uma consultoria especializada no assunto sediada em Palhoça.

Ao longo de três encontros de uma hora, os profissionais da empresa vão familiarizar crianças de 9 e 10 anos com conceitos característicos da gestão de projetos como objetivos, requisitos, cronograma, restrições, prazos, qualidade, envolvidos no projeto, tempo e riscos, além de instrumentos como o painel do PM Canvas, Kanbam e PMBOK. 

“Ao final, pretendemos que estas crianças planejem e executem suas atividades de forma organizada, percebendo que projeto é algo muito natural e é intrínseco ao nosso cotidiano”, explica Ana Paula Probst, uma das sócias da Plathanus.

Ana Paula destaca que o projeto é aderente ao método pedagógico da escola, baseada nas ideias do chamado método montessoriano, no qual o ensino é conduzido por meio de tarefas nas quais o aluno tem bastante autonomia sobre o que fazer.

A profissional tem uma filha estudando no colégio, o que facilitou a aproximação. A instituição tem 300 alunos e o plano é ampliar o programa em 2015.

A Plathaus foi fundada no começo do ano por Ana Paula e Pascoal Vernieri, dois ex-profissionais da Totvs-SC.

A empresa trabalha com outsourcing, seleção de softwares de gestão e consultoria, atendendo clientes como Pedra Branca, Udesc, Brognoli e UBM.