Números altos para a certificação digital. Foto: divulgação.

A Associação Nacional de Certificação Digital (ANCD) divulgou dados sobre o avanço do uso de certificados eletrônicos no país e constatou que a movimentação destes certificados já representa R$ 6,6 trilhões por ano.

Segundo informações da associação, o valor transacionado por meio de certificação digital já equivale a 120% do valor do PIB brasileiro de 2014.

Conforme dados divulgados pela própria ANCD no início de 2015, o ano pode representar um crescimento de 20% no uso da tecnologia em relação ao ano passado.

De acordo com a entidade, atualmente a tecnologia já atende a mais 2 mil aplicaçõesde uso no país, passando por pagamentos, consulta de dados até transferência de documentos e valores.

Para Antonio Cangiano, diretor-executivo da ANCD, isso se deve, principalmente, à segurança e ao menor custo possível em diversas transações que podem ser realizadas na internet com o certificado digital.

“O Certificado Digital garante autenticidade às operações e é um método inviolável, oferecendo segurança maior a todas as transações, com economia de custo e tempo em relação às cópias de documentos, autenticações, viagens para a assinatura de várias pessoas", explica.

Criada este ano, a ANCD é uma entidade dedicada ao setor de certificação digital, já contando com nomes como Certisign, Serasa, Valid, Boa Vista, Soluti e ACBr, que representam 90% do mercado certificador digital. A empresa é presidida por Júlio Cosentino, vice-presidente da Certisign.