Agora é oficial. Foto: flickr.com/photos/jannemans

Luis Banhara, ex-diretor de negócios e parcerias na Microsoft Brasil, assumiu a presidência da Citrix.

A multinacional divulgou uma nota nesta quarta-feira, 02, confirmando a informação exclusiva publicada pelo Baguete há exatamente uma semana.

Na ocasião, a empresa disse ao portal que o processo de avaliação e contratação ainda estava em andamento e não havia sido concluído.

A posição agora ocupada por Banhara estava vaga desde o final do ano passado.

O executivo fez carreira na Microsoft, onde atuou quase ininterruptamente desde 1999. A exceção foi um período de dois anos na SAP, entre 2005 e 2007.

A entrada de Banhara na multinacional de virtualização é mais uma mudança da companhia no país.

Norma Garcia, uma executiva vinda da HP que entrou em fevereiro do ano passado, não chegou a esquentar muito o banco, saindo antes do final do ano.

Norma substituiu Marcelo Landi, que deixou a companhia em outubro de 2012, depois de três anos no posto de country manager da subsidiária e hoje lidera a Autodesk no país.

A pressão por resultados no cargo é grande. Em entrevistas concedidas após assumir a operação, Norma revelou que a meta era crescer acima de 30%, ano a ano, revertendo uma tendência de diminuição do faturamento no país.

Uma medida tomada nesse sentido foi o anúncio, no começo do ano passado, do plano de abrir filiais no Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Campinas, somadas às já existentes em São Paulo e Brasília.

“Banhara traz para a Citrix sua ampla experiência na indústria de TI, especialmente no mercado de networking e cloud. Acreditamos que sua liderança, visão estratégica e empreendedora beneficiarão os negócios da Citrix no Brasil de forma significativa e abrangente", afirma Juan Pablo Jimenez, vice-presidente da Citrix para América Latina e Caribe.

A Citrix fechou 2013 com uma receita de US$ 2,92 bilhões, alta de 13%.