Carvão é o negócio da Copelmi. Foto: Shutterstock / Joop Zandbergen

A Copelmi, maior mineradora de carvão do setor privado brasileiro, fechou o um contrato com a Totvs para implementar uma solução de gestão e o módulo de gestão de transportes da companhia.

Cerca de 50 colaboradores da empresa interagirão diretamente com as soluções, que beneficiarão as áreas administrativas e financeiras.

“Entre os principais objetivos do projeto estão o aumento da qualidade e da confiabilidade das informações e a redução de custos com a eliminação do retrabalho existente”, aponta Franciscarlo de Jesus, analista de sistemas da Copelmi.

O executivo ainda conta que, após a primeira fase do projeto, a mineradora pretende implementar outras funcionalidades do software de gestão.

“Nossas perspectiva é ampliar o escopo do projeto inicial, adotando outros módulos da solução para atender diferentes áreas da empresa”, afirma de Jesus.

A Copelmi detém 80% do mercado industrial e 18% do total do mercado de carvão mineral brasileiro. 

A principal mina do grupo em atividade é a Mina do Recreio, localizada entre os municípios de Butiá e Minas do Leão, no Rio Grande do Sul. 

A empresa também é parceira minoritária (30%) da Eneva (ex-MPX) na Mina de Seival, que fica em Candiota, também no Rio Grande do Sul. 

Fundada em 1945 com a fusão de pequenas companhias do setor no Rio Grande do Sul, a Copelmi projeta um potencial de faturamento em torno de R$ 1 bilhão em 2020, o equivalente a quatro vezes a receita bruta prevista para 2015.

Em 2014, a Totvs registrou R$ 1,8 bilhão em receitas, uma alta de 12,5% frente aos resultados do ano passado.

De acordo com uma pesquisa da FGV, a empresa é líder entre empresas do perfil da Copelmi. Em empresas com até 170 usuários de ERP, a Totvs tem 52%  de marketshare frente a 9% de SAP e Oracle e um número importante de outros, com 30%.