Fast PEP Unimed Covid-19 está disponível para todas as 344 unidades do sistema Unimed do país. Foto: divulgação.

A cooperativa central da Unimed no Rio Grande do Sul migrou as informações sobre a Covid-19 para o Oracle Cloud Infrastructure (OCI ), serviço contratado em outubro de 2019, duplicando o banco de dados existente e criando um novo serviço digital para compartilhar informações no combate à pandemia.

O projeto foi fechado diretamente pela Oracle.

Implantado em dois dias, o Fast PEP Unimed Covid-19 ajuda no monitoramento dos pacientes com o vírus, registrando os casos da doença, assim como a disponibilidade dos leitos simples e de UTI na rede de hospitais credenciados.

O serviço apoia as demais operadoras do plano de saúde no Brasil, estando disponível para todas as 344 unidades do sistema Unimed do país, que cobre 85% do território nacional.

Via web e dispositivos móveis, é possível acessar um prontuário eletrônico numa versão simplificada com o protocolo do Ministério da Saúde para controle, monitoramento e acompanhamento dos pacientes com Covid-19.

Segundo a cooperativa, a plataforma facilita a rotina dos profissionais de saúde do sistema Unimed, que poderão registrar a evolução dos pacientes diagnosticados, reforçando a prática clínica com base nas melhores evidências.

"Estar em ambiente de nuvem vai agilizar muito a nossa rotina, uma vez que as 344 unidades da Unimed do país e seus 199 hospitais próprios estarão gerenciando os casos on-line, permitindo acessar e relatar ao governo as informações estatísticas sobre todos os casos em uma única plataforma", afirma Leandro Schmitz, coordenador de TI na Unimed Central RS.

No mês de março deste ano, a Unimed havia expandido o serviço para ajudar os 116 mil médicos da Unimed no Brasil a realizarem consultas por telemedicina e tele consulta, também instalada na infraestrutura Oracle Cloud.

A carteira de clientes da Unimed conta com mais de 17 milhões de pessoas no Brasil.