ZAP

VTEX compra Suiteshare

02/06/2021 03:43

Startup gaúcha tem plataforma para vender pelo WhatsApp já usada em grandes empresas.

Sócios da Suiteshare. Foto: Divulgação.

Tamanho da fonte: -A+A

A VTEX, maior empresa brasileira de plataforma de e-commerce, acaba de comprar a Suiteshare, uma startup gaúcha que criou uma ferramenta de vendas pelo WhatsApp.

Não foi revelado o valor do negócio.

A Suiteshare foi fundada em 2017 em Gravataí, na região metropolitana de Porto Alegre. Já no ano seguinte a startup recebeu um investimento de um grupo de investidores ligados ao Feevale Techpark, parque tecnológico da Feevale, por meio de um programa operado pela aceleradora Ventiur.

A empresa viveu um boom nos negócios com o fechamento do comércio durante a pandemia. Desde a fundação, a Suiteshare havia transacionado R$ 60 milhões pela sua ferramenta. Só para o ano passado, a expectativa era de R$ 200 milhões.

O software já é usado em um bom número de clientes de grande porte, incluindo Via Varejo, Magazine Luiza, B2W, Hering, VANS, Lupo, Lacoste, Natura, Pernambucanas, Aramis, Mary Kay, Óticas Carol, Chocolates Brasil Cacau, Santa Lolla e Bauducco.

Os sócios são profissionais jovens: o CEO, Maicon Ferreira, passou pelos times de tecnologia da 4all, Kbase e Stefanini. Marlon Cândido e Marcelo Wagner trabalharam no marketing digital da Maxcarro, uma startup de e-commerce de automóveis.

A VTEX também vem embalada. No ano passado, a companhia captou US$ 225 milhões em rodada série C com valuation de US$ 1,7 bilhão, o que transforma a empresa no mais novo unicórnio brasileiro.

Segundo o relatório IDC Worldwide Digital Commerce 2019 Market Share, a VTEX é a plataforma de e-commerce que mais cresce no mundo, com um aumento de faturamento de 44,1%, quase quatro vezes a média mundial de 13,2% no segmento.

O estudo ainda elegeu a companhia como uma das plataformas líderes do B2C, junto com nomes como Salesforce e Adobe e à frente de gigantes como SAP e Oracle.

Nos últimos seis anos, a VTEX tem crescido cerca de 46% ao ano, mas a digitalização forçada pela pandemia deve fazer o negócio crescer ainda mais, dobrando de tamanho em 2020 — com uma receita líquida que deve chegar a US$ 100 milhões nesse período.

Hoje, a empresa conta com 2,5 mil clientes em 28 países. A lista inclui nomes como Boticário, Whirlpool, Electrolux, Sony, Walmart, L´Oréal, Coca-Cola, Nestlé, Motorola, Samsung e Black&Decker.

Veja também

VAREJO
Super Muffato tem pagamento por biometria facial

Projeto é da Payface, uma startup de Florianópolis que está em alta no nicho.

BOLADA
Idwall levanta R$ 210 milhões

Rodada série C foi liderada pelo family office Endurance com participação de outros sete fundos.

CS
CustomerX levanta R$ 1,5 milhão

Startup fez software que monitora uso de aplicações de Software como Serviço.

B2B
Johnson & Johnson cria site com Infracommerce

Plataforma será focada em conectar pequenos varejistas a distribuidores dos produtos da companhia.

GRINGOS
VTEX tem reforços internacionais

Numa tacada só, uma nova COO e três integrantes para o conselho de administração.

CONTRATAÇÃO
Iguatemi tem novo diretor de negócios digitais

Mario Meirelles vem da Amazon Advertising Brasil e terá foco em desenvolvimento e aceleração.

ARRUMAÇÃO
Unico: time para tudo para resolver ineficiências

Equipe de engenharia da empresa ficou três meses focada em débitos técnicos.