CAPACITAÇÃO

Inter oferece 10 mil bolsas para desenvolvimento Android

02/07/2021 09:51

Treinamento em linguagem Kotlin é realizado com o Órbi Conecta e a Digital Innovation One.

João Vitor Menin, CEO do Inter. Foto: divulgação.

Tamanho da fonte: -A+A

O Inter, que não usa mais o prefixo “banco”, o Órbi Conecta, hub de inovação do Grupo MRV, e a Digital Innovation One, plataforma de open education em TI, anunciaram 10 mil bolsas de estudos para desenvolvedores ou para quem está migrando para a área de tecnologia.

Voltadas para a linguagem Kotlin na construção de aplicativos Android, as bolsas serão oferecidas no segundo bootcamp do Programa Órbi Academy Techboost, com inscrições gratuitas abertas até 1º de agosto.

Ao fazer a inscrição, o participante precisa escolher a empresa Inter e, após a confirmação, basta acessar a plataforma e realizar os cursos dentro do prazo. Depois de concluí-los, deve completar o perfil profissional e baixar o certificado.

Entre as experiências educacionais, o aluno vai aprender sobre cultura ágil, melhores práticas com Kotlin, bibliotecas Android, aplicações Clean Architecture e construção de aplicativo. 

Ao longo do programa, os participantes também terão mentorias com profissionais que participaram do desenvolvimento do app do banco, além de poderem ser contratados para vagas nas cidades de Belo Horizonte, Curitiba, Recife e São Paulo.

"Esperamos que seja um treinamento muito rico e que forme excelentes profissionais. Quem sabe, alguns dos alunos poderão em breve fazer parte do nosso time", afirma João Vitor Menin, CEO do Inter.

Até o fim de 2021, o Inter deve oferecer mais de 40 mil bolsas para aperfeiçoamento de desenvolvedores e, até abril de 2022, o programa terá mais de 130 mil bolsas.

Além do Inter, o Órbi Academy Techboost conta com vagas para o curso da Take Blip, de desenvolvedor Full Stack, uma formação da Localiza, de desenvolvedor React, e outra da MRV, de desenvolvedor front-end SPA.

Criada em 2018, a Digital Innovation One atua justamente neste tipo de projeto, com a formação de programadores através de bootcamps e cursos gratuitos on-line, além de fazer a conexão dos talentos com as empresas integrantes da plataforma.

Já o Órbi foi criado em 2017 por empreendedores da comunidade de startups San Pedro Valley, de Belo Horizonte, e as empresas Inter, MRV e Localiza.

O hub atua em três frentes: formação de profissionais em habilidades digitais, transformação digital em corporações e programas de fomento ao ecossistema de startups brasileiro.

Fundado em 1994, o Inter oferece hoje serviços em banking, investimentos, crédito e seguros, além de contar com um shopping on-line para varejistas.

Com mais de 11 milhões de clientes, a empresa conta com uma carteira de crédito ampliada de R$ 9,4 bilhões, patrimônio líquido de R$ 3,3 bilhões e R$ 19,8 bilhões de ativos totais.

Veja também

CADEIA FRIA
Grupo Polar controla informações com Totvs

A empresa atua no armazenamento e transporte de remédios termolábeis, como as vacinas.

VERDE
Compasso e Natura: programa foca Amazônia

Empresas de tecnologia do UOL têm iniciativa inédita de mão de obra para projeto de sustentabilidade.

FORMAÇÃO
Santander oferece 15 mil bolsas para tecnologia

Cursos de desenvolvimento Web Full Stack e ciência de dados estão com inscrições abertas.

FORMAÇÃO
VTEX quer puxar 10 mil programadores para o e-commerce

A companhia está com inscrições abertas para a segunda edição do programa Hiring Coders.

CAPACITAÇÃO
Avanade oferece 15 mil bolsas para programação

Com Porto Digital, o projeto Code Anywhere será realizado através da Digital Innovation One (DIO).

FORMAÇÃO
BTG Pactual cria instituto de tecnologia e liderança

Inteli será construído com doação de R$ 200 milhões da família Esteves, controladora do banco.