Bessemer está com o cofre aberto. Foto: flickr.com/photos/brookward/

Tamanho da fonte: -A+A

O fundo americano Bessemer Venture Partners abriu uma operação em São Paulo no começo do ano, com a meta de investir até US$ 50 milhões em empresas de tecnologia brasileiras.

Até agora, o fundo tinha feito apenas dois investimentos por aqui: um aporte de US$ 13,5 milhões no site de classificados OLX, comprado pelo grupo de mídia sul africano Naspers em 2010 e uma aporte de US$ 10 milhões em uma empresa de internet não revelada em 2012.

“Vínhamos tendo uma atuação low profile, mas isso vai mudar em 2013”, afirma Gustavo Pinheiro, um dos investidores do Bessemer que está focado em alavancar negócios no mercado brasileiro.

De acordo com Pinheiro, dois tipos de empresas estão no foco do fundo. Um é formado por empresas de software mais maduras, com faturamentos entre R$ 10 milhões e R$ 80 milhões, que podem receber aportes de US$ 5 milhões até US$ 50 milhões.

Outro é formado por startups de Internet que já receberam uma rodada de capital de algum fundo e estão em busca de uma segunda, entre US$ 3 milhões e US$ 5 milhões. Dinheiro não falta: os ativos totais do BVP, um fundo com mais de 100 anos de atuação, chegam a US$ 1,6 bilhão.

Com escritórios em Nova Iorque, Boston, Menlo Park, Índia, Israel e Brasil, o Bessemer já investiu em empresas como Skype, Yelp, Staples, Pinterest, LinkedIn, Verisign, Gartner, entre outros.

O time atuante no Brasil é uma equipe de peso. Pinheiro, um engenheiro da Computação formado pelo ITA, vem do fundo GP Investimentos, onde atuou nos setores de tecnologia e varejo.

Os outros sócios do fundo trabalhando no mercado brasileiro são Brian Feinstein, profissional vindo do fundo Blackstone e Jeremy Levine, executivo que está no Bessemer desde 2001 e é integrante do board de empresas como Pinterest e Yelp.

O interesse da Bessemer não é um fato isolado. Fundos de private equity e venture capital investiram US$ 7,9 bilhões na América Latina em 2012, uma alta de 21% frente aos valores do ano anterior.

Foram realizados no período 237 investimentos, um aumento de 37% no número de negócios. O Brasil é o grande destino do dinheiro: 72% do capital acabou no mercado brasileiro.

Os dados são do 2013 LAVCA Industry Data & Analysis promovido pelo Latin American Private Equity & Venture Capital Association.