Santa Catarina será um dos oito estados a atingir uma recuperação na economia após a crise. Foto: Pixabay.

Santa Catarina será um dos oito estados brasileiros a atingir uma recuperação na economia após o período de crise, chegando no próximo ano a um PIB superior ao registrado em 2014.

Além do estado do sul, as economias de Pará, Roraima, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Rondônia, Tocantins e Amazonas vão se recuperar mais rapidamente que o resto do Brasil, registrando PIB superior ao de 2014 em 2019.

Os dados são da consultoria Tendências.

O maior destaque do ranking é o Pará, que terá PIB 11,3% maior em 2019 na comparação com 2014. O estado foi um dos estados menos afetados pela crise, com queda acumulada de apenas 1,2% no biênio 2015/2016, de acordo com a Exame.

Todos os estados que vão se recuperar mais rápido estão na região Norte e Centro-Oeste, com exceção de Santa Catarina, impulsionados principalmente pelo agronegócio e mineração, além da forte exposição ao mercado externo.

Um dos destaques de SC é o crescimento do segmento de tecnologia. O estado tem 12.365 empresas de tecnologia, empregando 47 mil pessoas e gerando um faturamento conjunto de R$ 15,5 bilhões, o que representa 5,6% do PIB catarinense.

Já os estados que terminarão 2019 mais distantes da recuperação plena são Alagoas (nível -8,4% menor), Sergipe (-7,8%) e Pernambuco (-7,5%).

 

Nível do PIB em 2019 comparado com 2014

Pará11,3%

Roraima6,9%

Mato Grosso5,5%

Mato Grosso do Sul2,1%

Santa Catarina1,9%

Rondônia1,2%

Tocantins0,9%

Amazonas0,4%