Ilson Rezende, CEO do Grupo DB1 ao lado de Victor Cobo e dos cofundadores da empresa, Cassio Serea e Alexandre Doná.

Victor Cobo, ex-gerente de projetos da DB1, desenvolvedora de software sediada em Maringá, acaba de assumir o cargo de diretor de Gestão de Pessoas da empresa.

O profissional começou como desenvolvedor, para depois assumir gerência de projetos e contas, está assumindo os processos de recursos humanos da empresa, incluindo  contratação, demissão, desenvolvimento pessoal e plano de carreira.

A DB1 tem 550 funcionários (número que dobrou nos últimos dois anos), um tamanho no qual as empresas normalmente contratam um profissional com um background na área de RH para um cargo como esse.

Na DB1 desde 2016, Cobo atuou em vários projetos vários projetos de desenvolvimento de software para clientes de grande expressão nacional como Sicoob Unicoob, Sancor Seguros, CNA e Neon, que envolveram mais de 200 pessoas. 

O profissional tem tido uma atuação destacada, tendo sido reconhecido no ano passado como “Colaborador Inspiração” em uma premiação interna, por meio de indicação dos colaboradores.

Para assumir a nova área, Cobo também fez uma formação em gestão estratégica de pessoas na Unopar.

“Algo que conseguimos notar no ápice do desenvolvimento ágil de software é que as métricas são cada vez mais importantes para todos setores ou áreas de atuação; assim, um dos maiores desafios será introduzir uma estratégia mais ampla, gestão mais lógica, métricas que façam sentido e sem perder a principal característica do setor: alta temperatura e proximidade com as pessoas”, afirma Cobo.

Recentemente, a DB1 foi classificada como a 17º melhor média empresa para se trabalhar no Brasil pela Instituto Great Place to Work e é considerada a 3ª melhor empresa de tecnologia para se trabalhar, com destaque em gestão de pessoas e clima organizacional, pela revista Você S/A. 

A DB1 registrou um faturamento de R$ 41,2 milhões em 2018. O resultado representa um crescimento de 41% em relação ao ano anterior.