Programa tem 10 milhões de participantes. Foto: flickr.com/photos/armandolobos.

O programa de fidelidade Smiles da companhia aérea Gol agora permite a transferência de milhas para terceiros. Essa é uma medida da empresa na tentativa de combater o mercado ilegal de compra e venda de milhas.

Até então, as milhas eram pessoais e intransferíveis. Dessa forma, o máximo que o usuário poderia fazer era emitir a passagem em nome de outra pessoa, bem como ocorre na TAM, Azul e Avianca.

Com o novo formato, o titular pode doar ou vender sua pontuação, basta informar o número Smiles do beneficiário e o CPF. Porém, conforme informação da Folha de S. Paulo, há um limite de 40 mil milhas por ano para essa ação.

O programa de fidelidade, com 10 milhões de participantes, também comprará milhas utilizando o sistema eletrônico PayPal, o acordo foi firmado em junho desse ano. Por outro lado, o preço pago pela companhia é inferior ao pago por empresas na internet. 

Por exemplo, enquanto o Smiles paga R$ 150 por 12 mil milhas, sites como Hotmilhas remuneram R$ 200 por 10 mil, proporcionalmente, 60% a mais.