A plataforma que era conhecida como Flash Professional agora se chama Animate. Foto: Ken Wolter/Shutterstock.

A Adobe matou o Flash, mas não encerrou a ferramenta. O que mudou é que a plataforma que até ontem era conhecida como Adobe Flash Professional CC agora se chama Adobe Animate CC. 

Segundo um comunicado da Adobe, a mudança é parte de um compromisso contínuo de "evoluir para suportar múltiplos padrões", especificamente HTML5. 

Por mais de uma década, o Flash foi usado para criar a grande maioria dos gráficos animados, jogos e vídeos de web. Mas, recentemente, questões de segurança, preocupações com bateria e novos padrões de software fizeram a plataforma se tornar impopular com muitos desenvolvedores e usuários, segundo o Fortune.

Com a mudança de novo, a Adobe deve tentar se distanciar da ferramenta, que hoje não é vista com bons olhos. A empresa afirma que hoje mais de um terço do conteúdo criado no Flash Professional não está no formato Flash, e sim em HTML5.

Assim, a empresa acredita que o novo nome "representa com precisão a sua posição como ferramenta de animação".

"A mudança de nome é um reflexo do fato de que nós reconstruímos essa ferramenta para ser UMA plataforma agnóstica. O nome do Flash Professional é associado com uma fatia de tecnologia, mas não é no que os profissionais estão focados em agora", afirma Paul Gubbay, vice-presidente da Adobe, ao Fortune.

O Animate é agora a ferramenta oficial da Adobe para a criação de conteúdo Flash, e sua próxima versão vai continuar a suportar o Flash como um "cidadão de primeira classe". No entanto, a mudança de nomenclatura indica que o HTML5 é cada vez mais a principal escolha para animações na web.

A nova marca não deve ter um efeito importante em para o Flash Player, o software integrado aos navegadores de quem joga animações em Flash. Mesmo assim, pela má reputação do sistema em relação a falhas de segurança, a Adobe afirmou que está trabalhando com o Facebook para melhorar a segurança dos jogos baseados em Flash na rede social.