Gabriel Engel, fundador e CEO da Rocket.Chat. Foto: divulgação.

A Rocket.Chat, startup brasileira que fornece uma plataforma de chat open source, recebeu um aporte de US$ 18,9 milhões (cerca de R$ 100 milhões) em rodada série A liderada pelo fundo Valor Capital. 

De acordo com o site NeoFeed, também participaram da rodada E.ventures, Greycroft, Graphene Ventures, Monashees, NEA, ONEVC e DFG.

Fundada em 2015 por Gabriel Engel, a Rocket.Chat criou uma plataforma de comunicação capaz de criar canais, grupos, chats e conferências. Ela pode ser integrada a ferramentas como WhatsApp, Facebook, Slack, Teams, WeChat, Skype e Apple Business.

A startup conta com uma versão gratuita do produto, que pode ser usada por qualquer pessoa ou empresa. Uma das versões pagas funciona no modelo de SaaS, mas ela representa apenas 20% da receita da empresa. 

A maioria dos contratos é para grandes empresas, que exigem algum nível de personalização e integração. Nos dois casos, o pagamento é por usuário por mês.

Hoje a ferramenta da Rocket.Chat está em mais de 170 países, com mais de 16 milhões de usuários. Desse universo, poucos deles são pagos: cerca de 500 empresas. Entre os clientes, estão corporações como a Credit Suisse, da Ásia, e a Marinha dos Estados Unidos. 

Boa parte da receita da startup vem de fora do Brasil, que representa apenas 10% do faturamento. Os Estados Unidos são responsáveis pela maior parte, 40%, enquanto a Europa representa 20% e a região da Ásia/Pacífico, 30%.

Segundo a empresa, a rodada de investimentos foi disputada.

“A intenção era captar US$ 10 milhões, mas a rodada foi extremamente competitiva e conseguimos quase o dobro. Pudemos escolher os fundos que mais agregariam à nossa estratégia”, contou Engel ao NeoFeed.

Com o grupo de investidores, o plano é apostar na expansão global da companhia. O Valor Capital, do embaixador Clifford Sobel, por exemplo, pode ajudar na conexão Brasil e Estados Unidos, e na relação com governos. 

Já a E.ventures é especialista em open source, a base da plataforma de comunicação da Rocket.Chat. A Graphene Ventures, por sua vez, é um fundo americano com conexões no Oriente Médio, enquanto a Greycroft atua com força na área de mídia e marketing.

Ainda de acordo com a publicação, os recursos também serão usados para triplicar o time de funcionários da startup, que deve passar dos atuais 70 para 210 ao longo de 2021. A grande maioria será contratada fora do país, em regiões como a Alemanha e a Arábia Saudita.

Os novos contratados devem atuar nas áreas de suporte, vendas e pré-vendas em um modelo de trabalho 100% remoto.