BOMBANDO

Zoom cresce 169% no primeiro trimestre

03/06/2020 13:47

Empresa de videoconferência parece ser a grande vencedora da pandemia do coronavírus.

No trimestre anterior, o Zoom havia apresentado crescimento de 78%. Foto: divulgação.

Tamanho da fonte: -A+A

A Zoom, especializada em bate-papo por vídeo, alcançou US$ 328,2 milhões em receita no primeiro trimestre de 2020, um aumento de 169% em relação ao mesmo período do ano anterior.

De acordo com o site Tech Crunch, a expectativa de especialistas era de que a empresa reportasse US$ 202,48 milhões em receita e US$ 0,09 de lucro por ação. Este último chegou a US$ 0,20 nos números oficiais.

No trimestre anterior, a Zoom já havia apresentado crescimento de 78% em uma base anual. Com a chegada da pandemia, fatores como o aumento do trabalho remoto, assim como de aulas a distância, garantiram o impulso ainda maior.

O lucro líquido da empresa passou de US$ 0,2 milhão no trimestre anterior para US$ 27 milhões nos três meses mais recentes.

Já o caixa líquido gerado pelas atividades operacionais foi de US$ 259,0 milhões no trimestre, comparado a US$ 22,2 milhões no mesmo período do ano passado.

O fluxo de caixa livre foi de US$ 251,7 milhões, em comparação com US$ 15,3 milhões no primeiro trimestre de 2019.

Segundo o Tech Crunch, é difícil lembrar de outra empresa que tenha conseguido esse crescimento na geração de caixa em um período tão curto de tempo, impulsionada principalmente por operações e não por outros atos financeiros.

O crescimento em número de clientes foi similar, chegando a 265,4 mil no final do trimestre, um aumento de 354% em relação ao mesmo período do ano anterior.

Por outro lado, a margem bruta da empresa caiu acentuadamente no trimestre em comparação com o resultado do ano anterior: de 80% para 68%.

A empresa conseguiu converter muitos usuários gratuitos em clientes pagantes, mas ainda teve que arcar com os custos do uso gratuito de seu produto, que explodiu nos últimos meses.

No segundo semestre do ano, a Zoom espera ainda mais sucesso, com valores entre US$ 495 milhões e US$ 500,0 milhões em receita.

Prevendo o ano fiscal completo, a empresa espera receitas entre US$ 1,775 bilhão e US$ 1,8 bilhão.

Veja também

NOVO NORMAL
Os maus produtos que a Covid-19 destacou

A arquitetura de software pode ser a solução para o sucesso ou fracasso dos negócios digitais.

STARTUP
Martins, ex-Globo, é o CTO da Olist

Companhia está em alta, tendo recebido um aporte de R$ 190 milhões do SoftBank.

EXPONENCIAL
UCaaS terá pico de escala ascendente em 2020

Tecnologias de comunicação unificada como serviço já vinham em crescimento a anos e devem acelerar muito daqui para frente.  

NOVO NORMAL
Porque chamadas de vídeo cansam tanto?

Forma de comunicação do momento demanda muito mais atenção e gera muito mais stress do que uma conversa ao vivo.

REUNIÕES
Google libera uso gratuito do Meet

Ferramenta de videoconferência poderá ser utilizada a partir do início de maio sem limite de tempo.

INFRA
Zoom escolhe a nuvem da Oracle

Serviço de conferência mais badalado do momento surpreende ao escolher provedor.

TRANSFORMAÇÃO
A Indústria calçadista precisa de transformação digital

Agora o cenário de lojas fechadas traz uma reflexão para muita gente deste meio: por que não investi no meu omnichannel? 

FUTURO
Depois do vírus, o mundo será bem diferente

Um olhar sobre como deve ser o mundo em 2023, depois que tudo isso passar.

ZOOMBOMBING
Cuidado ao fazer um evento no Zoom

Trolls estão invadindo eventos públicos na plataforma e veiculando pornografia.

CORONAVÍRUS
TI do Rio de Janeiro aderiu em peso ao home office

Levantamento do sindicato TI Rio mostra que 99% entraram no sistema.