Suse é dona de uma distribuição Linux. Foto: Divulgação.

A Micro Focus vendeu para o fundo de investimento EQT por US$ 2,53 bilhões a Suse, uma companhia veterana no mundo open source adquirida pela multinacional inglesa de tecnologia há quatro anos.

Com o negócio, a Suse volta a ser uma empresa independente. A história da companhia é cheia de idas e vindas. Fundada em 1992, a Suse foi comprada pela Novell, então uma gigante de tecnologia para redes, ainda em 2003.

Já decadente, a Novell foi comprada US$ 2,2 bilhões pela desenvolvedora de soluções para integração de aplicações Attachmate em 2011. Quatro anos depois, a Micro Focus levou a Attachmate por US$ 1,2 bilhão. 

A Micro Focus foi fundada ainda nos anos 70, como uma empresa focada em desenvolvimento Cobol e se especializou em comprar de segunda mão ativos de fusões que não deram certo.

Ainda no ano passado, a empresa comprou a tecnologia e as equipes do produto de plataforma como serviço Open Stack e de infraestrutura como serviço Clound Foundry da HPE, o que deu um gás para a Suse.

Nos últimos tempos, a Micro Focus teve problemas de resultados, com o CEO pedindo demissão recentemente. 

No meio dos problemas da empresa, a Suse até que não vai, com vendas de US$ 164,4  milhões e um crescimento de 13% no primeiro semestre do ano passado.

A Micro Focus tem dinheiro do fundo Elliott Management Corporation, que teria pressionado pela venda da Suse, aponta o site inglês The Register.