Copal gere pedidos com Máxima. Foto: divulgação.

A Copal Alimentos, distribuidora com atuação na região metropolitana de Florianópolis, adotou soluções da Máxima Sistemas para otimizar sua equipe de força de vendas com recursos de multiplataforma.

Com um centro de distribuição com mais de 7 mil metros quadrados, a distribuidora adotou as soluções Pedido de Vendas, de automação de pedidos, e Portal Executivo, de gerenciamento de produtos, para suportar seu ambiente de vendas.

Segundo a Copal, atualmente os vendedores visitam os clientes utilizando tablets, emitindo pedidos e apresentando em tempo real os itens que estão disponíveis para a venda.

"Com as tecnologias, toda a equipe comercial passou a atuar de forma integrada, com agilidade para as vendas em campo e com a segurança da utilização de informações atualizadas, de acordo com aquelas contidas no ERP, o WinThor, fornecido pela PC Sistemas", afirmou a empresa catarinense em nota.

Com os dispositivos, a distribuidora calcula uma economia de 50% no tempo de negociação do vendedor com o cliente, já que a iniciativa agilizou as vendas do representante, facilitando, por exemplo, o acesso a informações técnicas dos produtos e de disponibilidade em estoque - dados que tradicionalmente ficavam em seus servidores, localizados na matriz da empresa.

"Quando dou a possibilidade da tecnologia fazer parte da minha gestão, eu estou aproximando ainda mais o meu vendedor do cliente", disse Bruno Schlickmann, gerente de TI da Copal Alimentos.

Segundo Gustavo Ragonesi, diretor comercial da Máxima Sistemas, o case da Copal é um dos principais que a empresa possui na região sul, onde espera aumentar a sua fatia de atuação.

“A Copal é cliente referência da nossa base no sul do país porque a equipe de vendas da distribuidora tem a enorme capacidade de entender e dominar a negociação com o apoio das nossas soluções", avalia Ragonesi.

Com sede em Minas Gerais, a Máxima Sistemas tem soluções focadas no mercado atacado distribuidor e cerca de 25 mil usuários para seus softwares - representando 42% da base de usuários PC Sistemas.

A Máxima fechou 2014 com faturamento de R$ 9,9 milhões e projetava chegar ao final de 2015 na casa dos R$ 15,4 milhões. No último ano, a companhia comprou a Tecnomix e da OnNet Systems.