ESPAÇO

Amazon tem novo CD em São Paulo

03/09/2020 12:51

Com 100 mil metros quadrados, CD de Cajamar é o maior já construído pela empresa no país.

Amazon está crescendo a operação no Brasil. Foto: Amazon.

Tamanho da fonte: -A+A

A Amazon anunciou a abertura de mais um centro de distribuição na grande São Paulo.

Com 100 mil metros quadrados, o novo CD é o quarto na região e o maior do país. 

A Amazon tem ainda um centro em Cabo Santo Agostinho, no estado de Pernambuco, lançado em novembro de 2019, e, de acordo com relatos da imprensa gaúcha, está construindo mais um em Nova Santa Rita, na região metropolitana de Porto Alegre, ainda não anunciado oficialmente.

A gigante americana não informações mais concretas sobre o investimento em Cajamar, falando apenas em “milhares de empregos diretos e indiretos” e “capacidade adicional para a Amazon no Brasil,  país com o crescimento mais rápido em assinaturas Amazon Prime”. 

“A Amazon está animada em expandir nossas operações de logística na região de São Paulo, gerando empregos adicionais à comunidade e aumentando nossa capacidade para lidar com o crescimento extraordinário que temos registrado no Brasil”, diz o country Manager da Amazon no Brasil, Alex Szapiro. 

A Amazon não abre nenhuma informação relevante sobre sua presença no Brasil (como, aliás, a AWS, seu braço de computação em nuvem), mas analistas estimavam que as vendas devem girar em torno de R$ 800 milhões em 2019, contra algo em torno de R$ 500 milhões em 2018.

É possível notar que a Amazon vem reforçando sua presença no Brasil.

No ano passado, fez o lançamento no país do Prime, serviço pelo qual o cliente paga uma mensalidade para ter acesso a frete gratuito e entrega em 48 horas.

O serviço começou estando disponível entrega para 90 cidades, incluindo as áreas metropolitanas de São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília e Belo Horizonte e capitais e principais cidades das regiões Sul e Sudeste.

Uma ampliação para mais cidades depende de novos centros de distribuição, como o que pode ser construído em Nova Santa Rita, no Rio Grande do SUl.

Na época do lançamento do Prime, a Amazon estava começando a testar o 'fulfilled by Amazon', a modalidade em que uma mercadoria oferecida por vendedores do markerplace fica em consignação nos centros de distribuição da companhia, que faz a logística e entrega. 

Veja também

VENDAS
Grendene: e-commerce 100% em casa até janeiro

Calçadista lançou primeira loja virtual em 2001 e, 20 anos depois, está internalizando processo.

SERVIÇOS
Tumelero: ajudinha pelo WhatsApp

Rede de materiais de construção oferece ajuda gratuita no uso de 2,5 mil produtos.

É TETRA
Magazine Luiza compra Stoq

Esta é a quarta aquisição da companhia em menos de um mês. Desta vez, aposta é em POS.

VELHO NORMAL
Amazon aposta em escritórios

Gigante de e-commerce não embarcou na tendência do home office e vai ampliar o espaço em 850 mil m².

NOVO MUNDO
Amazon quer transformar varejo normal em CDs

Companhia estaria em tratativas para comprar lojas da Sears e da JC Penny nos Estados Unidos.

E-COMMERCE
Amazon terá CD no Rio Grande do Sul

Depois de perder o Mercado Livre, estado pode dar a volta por cima. Será que agora vai?

FAÇANHAS
Mercado Livre: vai-se o investimento, fica a roupa suja

Prefeitura de Gravataí entra na justiça contra o governo do RS no caso do centro de distribuição.

QUADRADOS
VTEX promovida no Quadrante do Gartner

Plataforma brasileira passou a ser considerada uma “visionária” pela consultoria.

AQUISIÇÃO
FCamara compra OmniK por R$ 5 milhões

Startup é a única brasileira que transforma e-commerces em marketplaces.

CALÇADO
Marcas da Paquetá apostam em e-commerce

Capodarte e Dumond agora tem aplicativos para celular feitos pela Neomode.