A Bionexo, dona de um marketplace para a área de saúde, trocou novamente de CEO, um ano após trazer um executivo de fora para substituir o fundador do negócio.

Rodrigo Borer, ex-CEO de empresas como Webmotors e Buscapé, assumiu o cargo em janeiro de 2018, no lugar de fundador Maurício Barbosa, que passou na época para o comando do conselho de administração.

A nova aposta para a posição de CEO é interna: Rafael Barbosa, que entrou na companhia em  2015 como gerente de Novos Negócios e posteriormente assumiu a diretoria de Produtos da companhia.

Barbosa tem 33 anos, é formado em economia pela UFSC e mestre em Desenvolvimento Econômico pela Unicamp com pesquisa voltada à dinâmica de inovação.

O background do executivo antes da Bionexo é na área financeira, tendo sido consultor para projetos do Banco Mundial na Amazônia brasileira e atuado no Bessemer Venture Partners.

"A escolha do Rafael foi unânime diante dos resultados apresentados nos últimos três ano", explica Marcelo Hallack, vice-presidente do Conselho de Administração e sócio da Prisma Capital.

De acordo com o Crunchbase, a Bionexo já recebeu US$ 95 milhões de fundos de investimento, incluindo nomes como Prisma, Temasek e Insight Venture.

O marketplace da Bionexo conecta cerca de 1,6 mil instituições de saúde e mais de 10 mil fornecedores, com R$ 10 bilhões de transações anuais.

A empresa está presente no Brasil, Argentina, Colômbia, México e Espanha.