ENTÃO TÁ

Dataprev: está tudo certo, mas o responsável foi demitido

04/02/2021 10:54

No mesmo dia em que divulga que não houve invasão, estatal demite o responsável pela segurança.

E agora? Fiquei perdido. Foto: Pexels.

Tamanho da fonte: -A+A

A Dataprev demitiu o seu coordenador de Segurança da Informação, Gustavo Oliveira Hoyer, no mesmo dia em que divulgou um comunicado dizendo que estava tudo certo com a segurança da informação na estatal de tecnologia.

Os dois atos, que um cético poderia descrever como aparentemente contraditórios, aconteceram nesta terça-feira, 02, mesmo dia no qual o site CISO Advisor divulgou um suposto grande vazamento de dados na empresa.

De acordo com o site, uma referência no tema segurança no país, um hacker está vendendo uma tabela de dados com 270 milhões de registros de brasileiros em um fórum da dark web.

As informações incluem nome, CPF, e-mail, endereço e outros dados pessoais, constando nos 57 bancos de dados vazados da Dataprev.

No mesmo dia, a Dataprev publicou uma nota afirmando que “não há registros de incidentes de segurança e nem indícios de vazamento” dos seus bancos de dados.

De acordo com a estatal, os logs de segurança da empresa e do tráfego de informação não apresentam anomalias, inclusive, no período indicado de vazamento pelo portal. 

A empresa afirma ainda que os quantitativos de dados e bases relatados pelo portal Ciso Advisor não coincidem com as informações hospedadas pela Dataprev.

Enquanto publicava uma nota pública dizendo que não há problemas, a Dataprev dispensava Hoyer em um procedimento interno. O site Capital Digital obteve a comunicação de serviço, assinada pelo presidente da estatal.

Hoyer estava na Dataprev há oito anos, tendo entrado em 2011 como analista de TI. Ele foi gerente de data center e gerente de operações de segurança, antes de assumir a coordenação de segurança, ainda em agosto do ano passado.

Veja também

VAZAMENTO
Dados da Dataprev vazaram?

Banco de dados obtidos pelo cibercriminoso contém tabela com 270 milhões de registros.

ESTATAIS
Accenture fará plano para vender Serpro e Dataprev

Consultoria lidera time que faturou contrato de R$ 7,93 milhões pago pelo BNDES.

VIRADA
Paraná derrete apoio ao software livre

Leis dos governos de Requião que priorizavam open source foram revogadas pela Assembléia Legislativa.

ESTATAIS
Troca de presidente da Dataprev

Assume Gustavo Canuto. Christiane Edington durou um ano no cargo.

MISTÉRIO
ANPD investiga vazamento dos CPFs

Também participam da apuração instituições como a Polícia Federal e o Comitê Gestor da Internet no Brasil.

QUEBRA-CABEÇA
De onde saíram os CPFs?

Um hacker aponta a Serasa Experian, que nega. Outro afirma que a fonte é estatal.

SEGURANÇA
Ultrapar sofre ataque cibernético

Interrupção de sistemas afetou parcialmente as operações de subsidiárias como Ipiranga e Ultragaz.

MAIS UMA
Accenture compra Real Protect

Gigante mundial de consultoria segue comprando no Brasil, agora uma empresa de segurança.

ADEUS
Relembre 2020, se você é corajoso o bastante

A retrospectiva de um ano que não será esquecido: coronavírus, novo normal, ransomware, grandes negócios e mais.

SEM RESGATE
Hackers vazam dados da Embraer na dark web

Ataque de ransomware teria sido provocado pelo RansomExx, mesmo grupo que atingiu o STJ.

COMPRAS
Tivit compra startup de segurança

Privally foi a primeira aquisição do Tivit Ventures. Outras 10 ainda devem vir em breve.