INOVAÇÃO

UFRGS, PUC-RS e Unisinos juntas

04/04/2018 16:02

Aliança para Inovação de Porto Alegre busca desenvolver o ecossistema inovador na cidade.

Josep Piqué é um homem do momento em Porto Alegre.

Tamanho da fonte: -A+A

UFRGS, PUC-RS e Unisinos, as três maiores instituições de ensino superior do Rio Grande do Sul, lançam a Aliança para Inovação de Porto Alegre, uma iniciativa focada em desenvolver o ecossistema inovador na cidade.

A principal consequência prática da parceria é a contratação como consultor do projeto de Josep Piqué, presidente da Associação Internacional de Parques Científicos e Tecnológicos (Iasp) e um dos idealizadores do Barcelona @22, um projeto de revitalização de uma área industrial dentro da cidade espanhola.

O Barcelona @22 é um dos benchmarks em regeneração de antigas áreas industriais decadentes do tipo que Porto Alegre vem tentando fazer na região do Quarto Distrito da capital.

Desde 2000, quando iniciou, o projeto já conseguiu atrair 4,5 mil empresas, das quais a metade são startups. A lista de grandes empresas inclui Microsoft, Sanofi-Aventis, Groupalia, Capgemini, Schneider Electric e Indra.

Recentemente, a Cisco abriu no local um centro de inovação focado em Internet das Coisas, com investimentos de US$ 30 milhões.

O Quarto Distrito é uma área de 800 hectares distribuídos em um retângulo entre a rodoviária e a avenida Sertório, limitada nas suas extremidades pela avenida Farrapos e a linha do Trensurb.

A área está em decadência desde os anos 70, quando a base econômica de Porto Alegre começou a se voltar para serviços e a indústria abandonou a cidade em busca de espaços mais baratos na região metropolitana e além.

Hoje a região abriga muitos grandes galpões industriais abandonados, além de áreas problemáticas de baixo meretrício e tráfico de drogas

Em 2015, autoridades de Porto Alegre incluindo o então prefeito José Fortunati conheceram 22@Barcelona, em uma missão organizada pela PUC-RS. A visita acelerou os planos do Quarto Distrito, com aprovação de um regime fiscal especial para quem transferisse sua operação para lá.

Desde 2016, no entanto, o tema começou a sair da pauta, desaparecendo totalmente com o agravamento de uma crise fiscal na capital gaúcha que introduziu parcelamento de salários do funcionalismo municipal e cortes em serviços básicos como a capina das ruas.

Ao que tudo indica, as universidades gaúchas decidiram preencher elas mesmas o vácuo com a formação de aliança e a contratação de Piqué, que esteve recentemente envolvido criação do modelo dos centros de inovação catarinenses, uma rede de treze parques tecnológicos a serem espalhados pelo estado vizinho com financiamento do governo estadual.

O primeiro a ser inaugurado foi o de Lages, em junho de 2016 e, estão em construção além de Jaraguá do Sul, Chapecó, São Bento do Sul, Joaçaba, Tubarão, Brusque, Blumenau e Itajaí. Estão previstos projetos também para Joinville, Criciúma e Rio do Sul.

“Estamos há décadas tentando essa parceria, a primeira com essas características em Porto Alegre. Temos muita esperança de construir algo que permita ter autoimagem mais positiva”, disse à Zero Hora, Jorge Audy, um dos idealizadores do movimento e superintendente de Inovação e Desenvolvimento da PUC-RS.

De acordo com Audy, um grupo de empresários vai contribuir para financiar o avanço de cada etapa do projeto, até que a iniciativa se torne autossustentável.

O acordo entre as universidades não acontece no vácuo. UFRGS e PUC-RS começaram a colaborar em um projeto de parque tecnológico para o Quarto Distrito ainda 2015, avançando a relação com um evento conjunto sobre empreendedorismo no ano seguinte.

A Unisinos é sediada em São Leopoldo, mas acaba de inaugurar um campus em Porto Alegre, e também já mantinha um acordo com a PUC-RS no sentido de promover a internacionalização de startups instaladas nos seus parques tecnológicos de maneira conjunta.

Todas as três universidades (e a população de Porto Alegre) poderiam se beneficiar de um projeto bem sucedido no Quarto Distrito.  

A fase I do Tecnopuc, parque tecnológico da PUC-RS, fica localizado ao lado do campus da universidade gaúcha e não tem condições de receber ampliações significativas. Uma nova fase começou em Viamão, mas tem avançado mais lentamente. 

A UFRGS, por outro lado, apesar de ser a segunda instituição brasileira em pesquisa acadêmica e berço de boa parte das maiores companhias gaúchas de tecnologia, enfrenta dificuldades para fazer decolar o projeto do Parque da UFRGS, a ser construído no Campus do Vale, outra área afastada do centro da cidade.

A Unisinos tem um parque consolidado em São Leopoldo, cidade na região metropolitana onde está a sua sede, mas está comprometida com expandir sua presença em Porto Alegre, onde investiu R$ 210 milhões para criar um novo campus.

As três instituições (na verdade, mais a PUC-RS e a Unisinos, que são privadas) competem entre si para atrair estudantes e investimentos em empresas de tecnologia para os seus parques, mas parecem ter notado que só a união de forças pode destravar a situação em Porto Alegre (um fato notável em um estado cujo comportamento da população é muitas vezes comparado ao de caranguejos em um balde).

Agora é ver se o esforço conjunto e o conhecimento do assunto de Piqué serão suficientes, em um momento muito complicado da capital gaúcha. 

A última administração pública municipal tinha nas suas filas o secretário de Fazenda Jorge Tonetto, que estava bastante comprometido com a articulação pelo Quarto Distrito, e uma situação financeira mais folgada.

A situação financeira da capital, no entanto, estava se deteriorando desde 2011. O atual prefeito Nelson Marchezan (PSDB) tem descrito uma situação pré-falimentar e apontando para soluções como cortes de gastos, mudanças no IPTU e  PPPs, que não avançam na Câmara de Vereadores.

Mais do que isso, as universidades podem enfrentar um problema de interlocução. A prefeitura tem alguns bons nomes nos seus quadros, como o de Roberto Moschetta, ex-diretor do Tecnopuc, parque tecnológico da PUC-RS, hoje na diretoria de Inovação da secretaria de Desenvolvimento de Porto Alegre.

A diretoria equivale à antiga Inovapoa, órgão com status de secretaria criado em 2009 com a meta de atrair investimentos e promover inovação na capital gaúcha.

O problema é que o estilo centralizador de Marchezan tem travado o avanço de iniciativas, além de causar uma onda de demissões. 

Até novembro do ano passado, foram 16 desembarque do governo em cargos estratégicos de primeiro e segundo escalões, geralmente justificados como por “motivos pessoais”, o que a essa altura já se tornou um eufemismo para “problemas de relacionamento com o prefeito”.

Veja também

NEGÓCIOS
Canadá mais próximo do Sul

Porto Alegre agora conta com um capítulo local da Câmara de Comércio Brasil Canadá.

 

MOBILIZAÇÃO
Porto Alegre tem Frente de TI

Um dos primeiros objetivos é viabilizar a implantação do Fundo de Inovação e Tecnologia de Porto Alegre.

PORTO ALEGRE
Entidades querem fundo de TI

O fundo que as entidades querem está previsto desde 2013 na Lei de Inovação de Porto Alegre.

INOVAÇÃO
Unisinos inaugura Fab Lab

Sediado no Campus Porto Alegre, o Fab Lab conta com laboratório de protótipos e biblioteca de materiais.

LABORATÓRIO
Stefanini e PUC-RS abrem iSeed

O ambiente vai unir a empresa e a academia na solução de desafios de negócios dos clientes.

EXPANSÃO
E-Core abre operação no Tecnopuc

A estrutura de aproximadamente 1200m² comporta 150 posições de trabalho. 

PRIMATEC
Fundo foca startups de parques

São R$ 100 milhões em recursos para empresas instaladas em 16 parques tecnológicos.

ECOSSISTEMAS
PUC-RS mapeia ambientes de inovação

O Laboratório de Tratamento de Imagens e Geoprocessamento foi responsável pelo desenvolvimento da LIGA.

INOVAÇÃO
Tecnopuc: coworking tem selo Poa.hub

O Tecnopuc inaugurou nesta quinta-feira, 24, o Espaço de Coworking da Raiar.

MÉTODOS ÁGEIS
Getnet terá até 80 pessoas no Tecnopuc

A Getnet deve abrir nas próximas duas semanas sua nova sede no Tecnopuc.

IMERSÃO
Parques têm acordo para intercâmbio

 O acordo inclui o Parque Tecnológico da UFRJ, o Tecnopuc e o Porto Digital.