Benjamin Quadros, presidente da BRQ. Foto: Divulgação.

A BRQ ampliará suas operações na América Latina através de uma nova unidade em Santiago do Chile.

O foco da empresa com a nova operação é atender a empresas brasileiras que estão se internacionalizando na região. 

“A estratégia da BRQ é crescer junto com seus clientes. Iniciamos nossa internacionalização em 2008 com a abertura da filial nos Estados Unidos e desde então participamos de projetos em vários países das Américas”, afirma Benjamin Quadros, presidente da BRQ.

A empresa já atende um cliente no país, que impulsionou o novo escritório, e negocia atualmente com outros três clientes da base atual da empresa que operam no Chile. 

“Faz parte de nosso objetivo no Chile servir a um grupo selecionado de empresas locais, em linha com nossa estratégia de priorizar empresas líderes em seus setores. Devemos anunciar em breve nosso primeiro cliente local e também uma parceria com um fabricante de software”, revela José Antônio Pires, vice-presidente da BRQ.

No ranking Doing Business 2015, em que o Banco Mundial mede a facilidade para se fazer negócios, o Chile ficou com a 41ª posição, o segundo melhor da América Latina (a Colômbia ficou com a 34ª). O Brasil, por sua vez, ficou com o 120º lugar entre os 189 países avaliados.

Em relação ao PIB, o Chile tem o 42º mais alto, enquanto o Brasil tem o 7º. 

Fundada em 1993, a BRQ conta com mais de 3,5 mil profissionais distribuídos nas filiais de São Paulo, Alphaville, Rio de Janeiro, Curitiba, Brasília, Fortaleza, Salvador, Natal, Recife, Nova Iorque e Santiago.