Foto: flickr.com/photos/raphael_lm

A cidade de Curitiba está no topo do Índice Brasil de Cidades Digitais (IBCD), divulgado pelo CPqD e pela Momento Editorial. No total, são 100 cidades, 25 a mais que no ano passado.

Essa é a segunda distinção da capital paranaense em dois anos.

No ano passado, a cidade entrou na lista Smart21 Intelligent Communities, do Intelligent Community Forum (ICF), pela conexão por fibra ótica que perpassa a cidade e a instalação de pontos de Wi-Fi na cidade para internet gratuita em bairros de baixa renda.

OUTRAS CIDADES DIGITAIS
Também da região Sul estão Porto Alegre (RS, 7º lugar), Cascavel (PR, 11º), São Leopoldo (RS, 11º), Florianópolis (SC, 15º), Londrina (PR, 16º) e Novo Hamburgo (RS, 21º), entre outras cidades.

Logo após curitiba, no ranking geral, estão Rio de Janeiro e Belo Horizonte.

Os municípios de Vitória (ES), Tauá (CE) e Guarulhos (SP) apareceram como destaques em acessibilidade, acesso público e serviços e aplicações, respectivamente.

Segundo a organização do índice, investimentos somados à prioridade dada à digitalização de processos e serviços explicam a evolução de alguns municípios no ranking, como Anápolis, em Goiás, que saltou da 49ª posição, em 2011, para o 6º lugar, nesta edição, ou Guarulhos, em São Paulo, que foi da 19ª para a 9ª.

Outras cidades, já bem pontuadas em 2011, também avançaram. É o caso de Curitiba, que saiu do 2º lugar, em 2011, para a liderança do IBCD 2012.

O ESTUDO
Do total de cem municípios do ranking do Índice Brasil de Cidades Digitais 2012, 58 são da região Sudeste (especialmente de São Paulo), 25 do Sul, 12 do Nordeste, três do Centro-Oeste e apenas dois estão na região Norte.

Graziella Cardoso Bonadia, responsável pelo trabalho no CPqD, explica que houve um aperfeiçoamento da metodologia neste ano, o que permitiu fazer uma avaliação mais precisa das iniciativas envolvendo o uso das TICs nas cidades brasileiras.

Uma lista completa do projeto pode ser conferida no site da iniciativa.