Totvs se alia a Samsung no supply chain. Foto: divulgação.

A Totvs, continuando com sua investida no segmento de supply chain, firmou uma parceria comercial com a Samsung SDS, braço de serviços de TI e logística da multinacional sul-coreana.

Segundo destacaram as duas companhias, o plano com a colaboração é de criar uma oferta conjunta para uma nova solução de processos logísticos, chamada Supply Chain Intelligence (SCI).

A solução, que foi desenvolvida em parceria entre engenheiros sul-coreanos e brasileiros, está em fase de integração e deve chegar ao mercado nos próximos meses.

Criado a partir do Cello, solução de logística integrada da Samsung SDS, a solução tem como meta integrar funções ao sistema de gestão da Totvs. Entretanto, a aplicação é agnóstica, podendo ser integrada a outros ERPs do mercado.

"A solução garante às empresas uma visão geral de toda a cadeia logística e de distribuição (fim a fim e multimodal), desde o abastecimento do produto até a entrega da venda ao cliente", afirmaram as empresas em nota.

O software reúne recursos como a extração de indicadores de desempenho, identificação de desvios de processos, assim como o envio de avisos eletrônicos (SMS ou e-mails) com ocorrências durante os fluxos logísticos.

A partir do recebimento de um pedido de venda, a solução monitora todas as etapas até a entrega da ordem, como a liberação comercial e financeira da mercadoria. Na sequência, confirma o embarque, o faturamento por meio de emissão da nota fiscal com autorização na Secretaria da Fazenda e impressão da DANFE.

Nos últimos tempos, a Totvs colocou o mercado de supply chain na linha de frente para seu desenvolvimento, com investimentos significativos na área. Em outubro passado, a empresa inaugurou em Joinville o CEISupply, centro especializado no segmento.

Com o investimento, o plano da companhia é levar aos seus clientes novidades como o RFID, wearables e aplicações para dispositivos de aproximação, os chamados iBeacons.

Para isso, a empresa aposta em uma abordagem junto com parceiras como a Neogrid, gigante de supply chain fundada por Miguel Abuhab, um dos sócios da antiga Datasul. Ainda hoje, as operações da Neogrid na cidade catarinense ficam a poucos passos da atual Totvs.

Além da Neogrid, também estão no barco a Honeywell, multinacional de coletores de dados, a Dimep, companhia brasileira de sistemas de ponto, a Systembelt, empresa catarinense especializada em esteiras para linha de montagem e a IF RFID, uma empresa do Paraná que importa etiquetas de radiofrequência.

A empresa também fez mudanças executivas, contratando este ano Alexandre Furigo, que durante 11 anos foi gerente sênior de Supply Chain da Accenture na América Latina, para a direção de Operações e Supply Chain da Totvs Consulting.

A Totvs fortaleceu sua posição nesse segmento também por meio de aquisições. No começo de 2013, levou a PC Sistemas especializada em software para os setores de distribuição, atacado e varejo, por um valor inicial de R$ 80 milhões.

A adoção de uma postura mais agnóstica em relação às suas soluções também abrange outros produtos da empresa, como é o caso do Fluig, plataforma de colaboração e produtividade da Totvs, que não precisa obrigatoriamente do ERP da Totvs para ser implementado.

Recentemente, a empresa firmou uma parceria com a PC Sistemas para levar o Fluig ao software de gestão WinThor, sobre o qual o Fluig rodará oferecendo funcionalidades como gestão de identidades, workflows, dashboards, automação de processos e mobilidade.

O novo acordo marca a entrada do Winthor dentro da estratégia de produto da Totvs, na qual os diferentes softwares de ERP ficam em segundo plano, funcionando como os motores transacionais do vistoso Fluig, solução no qual a companhia está realmente apostando suas fichas. No caso do SCI, a Totvs parece tomar um caminho semelhante.