João Lima e Rene Almeida, co-CEOs da Agasus. Foto: Luiza Salerno.

A Agasus, especializada na locação de equipamentos, outsourcing e soluções em TI, projeta um faturamento de R$ 90 milhões em 2020, uma alta de mais de 100% frente aos resultados do ano anterior.

Em 2019, a empresa faturou R$ 47 milhões e, no ano atual, a meta é chegar à cifra de R$ 140 milhões.

Segundo a companhia, o crescimento do home office ajudou a impulsionar os negócios no ano passado, quando o segmento de aluguel de curto prazo aumentou 300%.

Impulsionada por essa demanda, a Agasus quase dobrou o tamanho de seu time e ampliou o estoque de ativos para 80 mil, um acréscimo de 30 mil em comparação ao ano anterior.

Além do crescimento orgânico, a companhia adquiriu em setembro a JR1, revendedora de equipamentos seminovos, adicionando um novo setor de atuação ao seu escopo.

Em junho, a empresa uniu-se à Totvs para a oferta de assinatura de software de gestão de consultórios e aluguel de equipamentos Apple. Em novembro, tornou-se parceira do Google for Education para a oferta de locação de Chromebooks já equipados com o G Suite for Education.

“Nosso crescimento em 2020 deve-se em grande parte aos diferenciais da Agasus: alta disponibilidade de estoque, granularidade (podemos locar desde um único equipamento até grandes quantidades) e o conceito One Stop Shop”, destaca João Lima, co-CEO da Agasus.

A Agasus, que tem sede em São Paulo e filial no Rio de Janeiro, agora deve seguir a expansão geográfica com a abertura de filiais em mais sete cidades: Ribeirão Preto, Belo Horizonte, Brasília, Fortaleza, Recife, Curitiba e Porto Alegre.

Segundo a companhia, a expansão deve, além de ampliar o volume de negócios, possibilitar maior agilidade ao suporte técnico e reduzir o prazo de entrega dos equipamentos locados nas regiões.

“Nosso objetivo é manter esse ritmo de expansão nos negócios, ampliar nossa presença e oferecer ainda mais comodidade aos nossos clientes”, afirma Rene Almeida, co-CEO da Agasus.

Fundada em 2000, a Agasus atua na locação de equipamentos de TI, venda de equipamentos seminovos, revenda de equipamentos novos e acessórios, além da contratação de serviços que suportem o parque tecnológico dos clientes.

No total, a companhia suporta um parque superior a 70 mil ativos próprios e dos clientes, instalados em 186 cidades de 12 estados do Brasil.