Funcionário da Thyssenkrupp em modo futurista. Foto: divulgação.

A Thyssenkrupp, gigante alemã do setor industrial, decidiu unificar os seus dois centros de serviços compartilhados existentes no Brasil, ambos baseados em Porto Alegre.

A informação é de fontes de mercado e foi confirmada ao Baguete pela Thyssenkrupp por meio da sua área de comunicação.

O responsável por comandar o lado de TI do novo centro de serviços compartilhados será Marcelo Przczynski, um profissional de carreira do lado de elevadores da ThyssenKrupp, empresa na qual entrou em 2000 como analista de suporte.

Com a modificação, saiu da empresa Ricardo Cunha, contratado pela ThyssenKrupp em 2015 e a cara mais visível da TI do chamado Global Shared Services in South America,

Cunha foi coordenador de TI na Midea Carrer, gerente de projetos na HCL e gerente operacional na Ilegra, entre outros cargos.

Até agora, a Thyssenkrupp mantinha dois centros na capital gaúcha, um focado no negócio de elevadores, e outro atendendo outras áreas, como fabricação de componentes automotivos, soluções de engenharia e indústria naval.

“Os dois centros foram integrados em uma nova localidade para ampliar o escopo de serviços para todas as empresas do grupo. Com isso, os colaboradores do GSS serão transferidos de endereço”, afirma a Thyssenkrupp em nota.

A Thyssenkrupp tem uma presença antiga em Porto Alegre, oriunda da compra, em 1999, da Elevadores S-R, na época a segunda maior fabricante do setor no país. 

Em 2017, Thyssenkrupp empregava a 9 mil pessoas e tinha uma receita de € 900 milhões no país, segundo informa uma matéria da IstoéDinheiro.