JUSTIÇA

Allied fecha acordo de R$ 23,8 milhões

05/05/2022 04:11

Polícia Federal estava investigando corrupção na área tributária da empresa.

Allied levou multa pesada. Foto: Pexels.

Tamanho da fonte: -A+A

A Allied Tecnologia, uma das grandes distribuidoras de eletrônicos do país, fechou dois acordos com a Justiça no valor de R$ 23,8 milhões para encerrar investigações de corrupção na área tributária contra a empresa.

A empresa assinou um acordo de leniência com o Ministério Público Federal (MPF) e um acordo de não persecução civil (ANPC) com o Ministério Público do Estado de São Paulo (MPSP) nesta terça-feira, 3.

A origem das acusações são investigações da Polícia Federal no âmbito da Operação Triuno, deflagrada em 22 de outubro de 2020.

De acordo com as investigações, a Allied ofereceu vantagem indevida a servidores públicos com o objetivo de reduzir o crédito tributário apurado nos procedimentos fiscais instaurados ou de obter ressarcimentos antecipados de tributos.

O acordo de leniência e o ANPC ainda serão submetidos à chancela da 5ª Câmara de Coordenação e Revisão do MPF e do Conselho Superior do Ministério Público, respectivamente.

O acordo também prevê a obrigação de aprimoramento contínuo do programa de integridade da Allied pelo prazo de cinco anos, com o envio de  relatórios anuais ao Ministério Público do Estado de São Paulo a  respeito das medidas adotadas

A Allied não está sozinha no assunto. Segundo a Polícia Federal, a operação investiga o envolvimento de três empresas que teriam se valido de um mesmo expediente.

A distribuidora trabalha com marcas como LG, Samsung e Apple e estreou na B3 em abril de 2021, com uma abertura de capital que movimentou cerca de R$ 190 milhões.

Na distribuição, Allied é uma extensão dos estoques das grandes varejistas, como Magazine Luiza SA e B2W, comprando e importando das fabricantes e entregando às varejistas.

A empresa é também a única distribuidora das marcas GoPro, Google, Microsoft e Amazon Kindle e uma das cinco oficiais da Apple. 

Cerca de 15% dos celulares, notebooks e videogames do Brasil são distribuídos pela companhia.

No varejo físico, Allied opera metade das lojas e quiosques da Samsung no Brasil.

No varejo digital, Allied é "seller" das grandes varejistas e opera os sites das operadoras de telefonia Claro, Vivo, TIM e Oi para vender os planos de telefone.

Veja também

BRONCAS
Receita quer R$ 12,8 milhões do Serpro

Cliente aponta 30 mil descumprimentos de contratos em dois meses de 2021.

E-COMMERCE
Ameaçado, AliExpress faz liquidação

Enquanto governo prepara restrições a importações de pessoas físicas, site chinês contra-ataca.

BOLADA
Microsoft: corrupção sem freio na África?

Ex-funcionário fala em descontrole. Desvios ficariam em US$ 200 milhões por ano.

TROCA
Ex-diretor do Datasus está na AWS

Governo deveria introduzir regras de quarentena também na área de TI?

DECOLAGEM
Pontes será candidato a deputado federal

Astronauta está de saída do Ministério de Ciência e Tecnologia.

BRASÍLIA
Programa fomenta inovação no governo

Iniciativa tem R$ 500 mil a fundo perdido para startups, empresas e órgãos governamentais.