STARTUPS

WOW abre primeiro ciclo de aceleração

05/06/2013 15:37

Na aceleração, cada empresa receberá entre R$ 50 mil e R$ 150 mil de investimento. Meta da WOW é investir em até 20 empresas nos próximos dois anos.

Quer acelerar? Te inscreve lá. Foto: Flickr.com/ains_peed

Tamanho da fonte: -A+A

A WOW, aceleradora de startups lançada em Porto Alegre em março passado e que, segundo os fundadores, é a primeira brasileira a ter uma separação institucional entre as funções de aceleração e de investimento, abriu seu primeiro ciclo de seleção de empreendimentos.

Para se candidatar à aceleração, em que cada empresa receberá entre R$ 50 mil e R$ 150 mil de investimento para desenvolver seu produto ou serviço, as interessadas têm até o domingo, 30, para enviar seus projetos.

“Contamos com 50 investidores e mentores com experiência e relacionamento para impulsionar a expansão das empresas aceleradas. Também podemos prover espaço físico para as empresas em estágio inicial e serviços complementares”, comenta Jaime Wagner, um dos fundadores da WOW.

O time de mentores e investidores da aceleradora reúne, além de Wagner, que é fundador da Digitel e Altus e ex-CEO da Plugin/Vanet, estão André Ghignatti, fundador do Mercador.com e MDM Solutions e ex-CEO da Neogrid; Cassio Bobsin Machado, CEO e fundador da Zenvia e do Mobi Group, e mais de 30 outros nomes.

A WOW pretende investir em até 20 empresas nos próximos dois anos.

O plano da organização é selecionar, a cada seis meses, cinco empresas de setores como Internet, mobile B2B, agronegócios, biotecnologia, energia, serviços escaláveis, petróleo e gás para aceleração.

A cada dois anos serão investidos R$2,5 milhões, conforme Wagner.

http://wow.ac/

Veja também

WOW
POA tem aceleradora de startups

Plano é selecionar, a cada semestre, 05 empresas para receber de R$ 50 mil a R$ 150 mil na aceleração.

ATÉ R$ 40 MILHÕES
MCTI: edital para aceleradoras sai este mês

Até o fim deste mês será lançado o edital, com aportes de R$ 10 milhões, para seleção de cinco empresas que serão responsáveis por fomentar 40 startups de TI contempladas pelo programa TI Maior, do Ministério de Ciências, Tecnologia e Inovação (MCTI).

Cada selecionada receberá R$ 2 milhões, com missão de dar suporte a oito startups, em média.

START UPS
Empresários criam aceleradora Pipa

Quatro empresas das áreas de educação, comunicação e tecnologia querem ajudar novos negócios.

CRIATEC II
Badesul: R$ 150 milhões para startups

Fundo apoiará empresas iniciantes ou já estabelecidas que tenham um faturamento máximo de R$ 10 milhões/ano.

LTDA OU S.A.?
Startups: atenção ao jurídico

Advogado e VP da Associação Catarinense de Propriedade Intelectual (Acapi) dá dicas para quem quer investir e para quem busca investimento no mundo das startups.