FINANCEIRO

Sinqia compra empresa do Itaú

05/08/2020 07:20

ISP oferecia BPO e software para empresas de previdência. Foi vendida por R$ 82 milhões, a maior compra da Sinquia.

Bernardo Gomes, diretor presidente da Sinqia.

Tamanho da fonte: -A+A

A Sinqia, especializada em tecnologia para o setor financeiro, vai comprar a Itaú Soluções Previdenciárias, especialista em tecnologia para empresas de previdência complentar do banco, por R$ 82 milhões.

A ISP conta com mais de 130 colaboradores, 30 clientes e escritórios em São Paulo e no Rio de Janeiro, reportou receita bruta de R$ 50 milhões no período de 12 meses findo em junho.

“Com a ISP, além de contarmos com uma equipe competente e de grande experiência, agregamos a oferta de BPO para gestão previdenciária, além de soluções SaaS”, comenta Bernardo Gomes, diretor presidente da Sinqia.

No último ano, a Sinqia levantou R$ 362 milhões por meio de uma oferta subsequente de ações (follow-on) para seguir sua estratégia de crescimento. 

Conhecida até 2018 como Senior Solution, a Sinqia vem adquirindo empresas de software para o setor financeiro em série faz tempo. 

Foram 15 desde 2005, formando uma oferta com pilares focados em bancos, fundos, previdência e consórcios, além de outsourcing e consultoria. A ISP é a maior compra já feita pela empresa, valendo mais do que todas as 14 anteriores.

A oferta destinada ao segmento de previdência, foco do anúncio de hoje, também esteve no centro de três das quatro compras realizadas em 2019, envolvendo as operações da Atena Tecnologia, ADSPrev e Stock & Info.

Desde a mudança de nome, em dezembro de 2018, a Sinqia também decidiu renomear todo o seu portfólio de produtos, oriundo das diversas aquisições. A companhia atua hoje com algumas marcas de softwares (Sinqia Bancos, Sinqia Fundos, Sinqia Previdência e Sinqia Consórcios) e duas de serviços (Sinqia Outsourcing e Sinqia Consulting).

Recentemente, a companhia passou a ser incluída pela B3 no Índice Small Cap, que reúne as 79 empresas mais negociadas com menor capitalização de mercado da bolsa brasileira.

O chamado SMLL reúne ações de empresas relativamente pequenas dentro da bolsa, mas cujos papéis tem boa liquidez.

Para compor o índice, os ativos devem estar fora da lista dos que representam 85% do valor de mercado de todas as empresas na B3. 

A Sinqia tem hoje 100 mil investidores individuais na base acionária, contra os 11 acionistas que fizeram a abertura do capital em 2013.

A receita líquida em 2019 foi de R$ 175,1 milhões, um aumento de 23,3% sobre 2018.  

Veja também

DINHEIRO
IBM avança com cloud para bancos

Tendência vem ganhando força no exterior, mas ainda engatinha no Brasil.

LANÇAMENTO
XP anuncia cartão de crédito com Visa

Com produto em fase de testes, corretora está avançando em sua estratégia de banco digital.

EM ALTA
Viasoft investe na Market4u

Startup curitibana é especializada em mini mercados autônomos para condomínios residenciais.

NUVEM
Claranet compra Corpflex

Multinacional inglesa faz sua segunda compra no Brasil, visando aumentar presença local.

DINHEIRO
Tecnologia deve ser resposta dos bancos à Covid-19

Futuro passa pela digitalização de tudo o que envolve a atividade bancária.

AÇÕES
Sinqia capta R$ 360 milhões com follow-on

A empresa também tem novidades em relação ao time, com duas novas lideranças.

EXPANSÃO
Sinqia compra a ADSPrev por R$ 14 milhões

O preço de compra poderá ter uma parcela adicional de até R$ 4 milhões.

EXPANSÃO
Qintess compra CSC Brasil

Companhia adquirida está entre as maiores no tema análise de dados e BI do país.

ROSTOS
Startup de biometria facial Unike capta R$ 3 milhões

Empurrada por fintechs e alta do e-commerce, identificação por reocnhecimento de face está em alta.