Sonda tem US$ 700 milhões para aquisições. Foto: flickr.com/photos/zurichtourism

Tamanho da fonte: -A+A

A Sonda anunciou um plano de investimentos de US$ 700 milhões para de 2013 a 2015, com foco na consolidação da companhia e expansão no Brasil, México e Colômbia.

Do montante, US$ 500 milhões serão focados em aquisições e o restante em investimentos para o fortalecimento de seus negócios, promovendo o crescimento orgânico da operação.

A multinacional chilena não detalhou os planos por país, onde atua como nome SondaIT, mas afirmou que a operação brasileira será “o principal alvo de crescimento da organização”.

O objetivo da Sonda é transformar o Brasil na maior operação da companhia na América Latina no ano 2015.

As compras devem se dar nos setores de mineração, bancos, telecomunicações e utilities.

Este último já foi antecipado com a aquisição no mês de maio da brasileira Elucid, contudo será um setor que continuará recebendo aportes para seu desenvolvimento em toda a América Latina.

Já em relação às linhas de negócio de maior potencial de crescimento, a Sonda destaca o ITO (Information Technology Outsourcing), o Cloud Computing e o SaaS (Software as a Service), além de projetos de integração de sistemas.

esde seu IPO, em 2006, a Sonda está lançando seu terceiro plano trienal de investimentos. O primeiro, entre 2007 e 2009, no valor de US$ 350 milhões, trouxe para a empresa a liderança no segmento de TI na América Latina.

Em seguida, de 2010 a 2012, o anúncio do segundo plano de investimentos, registrado em US$ 500 milhões, resultou em oito aquisições, sendo cinco somente no Brasil.

Com base nesta trajetória, a Sonda saltou seu faturamento em 2006 de US$ 350,8 milhões para US$ 1,1 bilhão em 2011, multiplicando sua receita mais de 3,2 vezes nestes cinco anos de expansão internacional.