Nuvens de verdade x computação em nuvem. Foto: Pixabay.

A nuvem Azure da Microsoft caiu nesta terça-feira, 04, deixando serviços, bancos de dados e máquinas virtuais hospedados no data center da empresa no estado do Texas fora do ar.

O problema também tirou do ar o serviço Azure Active Directory, causando problemas para usuários do Visual Studio Team Services ao redor o mundo.

A Microsoft atribuiu os problemas ao mau tempo na região do Texas. Tempestades e raios sobrecarregaram o equipamento de refrigeração do data center, levando os servidores e outras máquinas a desligarem automaticamente para evitar problemas maiores.

A companhia ainda não divulgou um comunicado sobre o restabelecimento total dos serviços. O data center do Texas é um dos oito que a Microsoft mantém nos Estados Unidos. O Brasil tem um, localizado em São Paulo.

A atualização da manhã desta quarta-feira, 05/09, sobre o status do problema aponta que os técnicos da Microsoft estão priorizando a restauração do storage. A eletricidade já foi restabelecida.

No duelo entre as nuvens de verdade e as nuvens metafóricas da Microsoft, ganharam as nuvens de verdade.

Nos últimos dias, vem se aproximando da Costa do Golfo americana o furacão Gordon, classificado até agora como de categoria 1, numa escala que vai até cinco. 

As tempestades que atingem o Texas são uma consequência do fenômeno, que está afetando estados vizinhos como o Mississipi e o Alabama.

O furacão Harvey, que devastou Houston no ano passado, era de categoria 4.

*Atualização às 17h: A Microsoft divulgou um novo update do status em que afirma que os engenheiros restauraram a disponibilidade de armazenamento para a maioria dos serviços afetados e os clientes devem continuar a ver melhorias na disponibilidade do serviço.