Um grupo de instituições financeiras aderiu ao projeto da IBM e do banco suíço UBS. Foto: Divulgação.

Um grupo de instituições financeiras formado por Bank of Montreal (BMO), CaixaBank, Commerzbank e Erste Group aderiu ao projeto da IBM e do banco suíço UBS que busca construir uma plataforma de comércio exterior global baseada na tecnologia de blockchain.

Denominada Batavia, a plataforma será construída para ser acessada abertamente por instituições de todos os tamanhos, em qualquer lugar do mundo. 

A Batavia é resultado do trabalho iniciado pela UBS e pela IBM em 2016 e construída por meio da IBM Blockchain Platform, com o framework Hyperlocker Fabric Blockchain. 

O trabalho de desenvolvimento está sendo realizado agora em colaboração entre os cinco bancos e a IBM.

A previsão é que um teste piloto da Batavia com clientes seja realizado no início de 2018. 

Projetada para suportar transações mais eficientes, transparentes e econômicas, a plataforma buscará ajudar as organizações a construir redes de negociação transfronteiriças multi-party em todo o mundo. 

A Batavia permitirá que as partes envolvidas na transação acompanhem, por exemplo, o progresso da remessa de um produto a partir do momento em que sai do armazém e é embarcado em um avião, caminhão ou barco e chega à porta do cliente, liberando automaticamente os pagamentos de forma incremental ao longo de cada etapa do processo.

O sistema buscará ainda conectar os integrantes de uma rede comercial. Ou seja, devido à sua natureza aberta, a plataforma incentiva a participação de bancos, fornecedores e órgãos reguladores, devendo contribuir também na abertura de novos corredores comerciais.