MOVIMENTO

Corradi, da Florense, assume Hélice

05/10/2021 11:50

Iniciativa une empresas da Serra Gaúcha em prol da inovação. 

Felipe Corradi. Foto: Luis Henrique Bisol.

Tamanho da fonte: -A+A

O Instituto Hélice, um movimento pró-inovação criado por grandes empresas da Serra Gaúcha, tem um novo presidente para o período 2021-23: Felipe Corradi, atual CTO e diretor industrial das empresas do Grupo Florense. 

Junto com Randon, Marcopolo e Soprano, a Florense foi uma das criadoras do Hélice, uma iniciativa que visa acelerar a inovação das companhias, nomes importantes de um pólo industrial do Rio Grande do Sul.

Corradi substitui CTO e vice-presidente Executivo das Empresas Randon, Daniel Ely, que liderou a iniciativa desde a fundação, em 2019.

“Juntamente com outros atores, queremos impulsionar cada vez mais a nossa região articulando conexões entre empresas, academia e poder público, auxiliando CPFs e CNPJs”, pontua Corradi.   

Junto com a nova liderança, o Instituto Hélice apontou também objetivos para a nova gestão, que incluem o desenvolvimento de novas receitas, aproximação com empresas e comunidade, iniciativas de formação profissional e incremento da conexão com redes nacionais e internacionais.

Além das quatro fundadoras iniciais, o Hélice envolve hoje 19 empresas, incluindo nomes como Lojas Colombo, Focco, Sicredi, Unimed Nordeste e Sicredi Pioneira.

A associação criou processos estruturados de inovação aberta, a partir dos quais foram feitas aproximações dos integrantes com 188 startups em 2020, dando o primeiro passo para 150 provas de conceito de tecnologia.

O Hélice também investe diretamente em startups, com o objetivo de captar até R$ 4,5 milhões para investimentos em até 20 startups locais nos próximos três anos.

Essa iniciativa foi desenvolvida em parceria com a Universidade de Caxias do Sul e a Ventiur Aceleradora. Hoje, já são seis startups investidas pelo grupo com aportes de até R$ 200 mil.

Veja também

PERFIS
Locaweb compra Squid

Startup de marketing de influência sai por R$ 180 milhões. 

REGIÕES
Inovação no RS: ações conjuntas a partir de 2022

Instituto Hélice, Instituto Caldeira e Aliança Empresarial Norte RS assinaram um termo de cooperação.

TÚNEL
Hyperloop no RS: dá para fazer

Mas custa US$ 7,71 bilhões, aponta estudo de viabilidade da rota Porto Alegre - Serra Gaúcha.

EVENTOS
Mercopar aposta em digitalização

Maior feira do setor industrial usa tecnologia de empresa francesa.

OPORTUNIDADE
Focco e Randon formam programadores

Gigante industrial reforça o programa de capacitação da empresa de TI.

FORÇAS
Instituto Hélice e Trino Polo têm acordo

Entidades têm agenda comum de temas prioritários para inovação na Serra Gaúcha.