Ricardo Fachin. Foto: divulgação.

Tamanho da fonte: -A+A

A filial gaúcha da FH Consulting, consultoria especializada em SAP com sede em Curitiba, assumiu a implantação na JTI - Japan Tobacco International dos módulos de FI, MM, SD e Abap do ERP alemão, além do Guepardo, solução fiscal desenvolvida pela própria FH que é, segundo a companhia, a primeira de seu gênero certificada pela SAP no Brasil.

A JTI é membro do grupo de empresas da Japan Tobacco (JT), fabricante de cigarros de marcas como Winston e Camel, com sede na Suíça e venda líquida de US$ 10,2 bilhões no ano fiscal 2010.

Com operações em 120 países e empregando cerca de 25 mil colaboradores, a JTI tem o escritório brasileiro em Porto Alegre, além de unidades de compra e de processamento em Santa Cruz do Sul (RS), Apiúna, Morro da Fumaça e Pinhalzinho (SC) e São Mateus do Sul (PR).

O grupo produz uma média de 534 bilhões de cigarros por ano, com fatia média de 8,3% do mercado global, e no projeto do ERP, conta com a FH na integração do sistema aos processos globais de gestão.

Para tanto, equipes de 23 nacionalidades diferentes também estão envolvidas na padronização, estabilização dos sistemas de TI da companhia e integração das ações de gerenciamento.

O contrato é um dos impulsos da estratégia da FH para fechar 2012 com faturamento de R$ 50 milhões, alta de 30% sobre 2011, e dobrar o faturamento nos próximos anos.

A meta, segundo Ricardo Fachin, diretor da consultoria, é incrementar a carteira de clientes, que hoje soma cerca de 50 contratos ativos, tanto no país, quanto no exterior – já que a consultoria tem filiais na Espanha e Alemanha.

“Queremos ser reconhecidos mundialmente como uma das empresas mais competitivas do setor de tecnologia e consultoria”, afirma o diretor.

Para isso, a inovação está no foco: além da sede, a FH mantém um centro de pesquisa e desenvolvimento na capital do Paraná, onde foi criado o Guepardo, primeira solução fiscal brasileira certificada pela SAP e, agora, implantada na JTI.

Pacote de para atendimento a exigências do Sped e outras obrigações principais e acessórias das esferas fiscais federal, estadual e municipal, o Guepardo não faz interface com o SAP.

Desenvolvido em Abap, na plataforma SAP Netweaver, o software roda nativamente sobre a principal instância SAP ECC, o que, segundo Fachin, assegura zero de impacto sobre os processos e cenários padrões do SAP.

O nome “Guepardo” se deve exatamente à velocidade, e tem um histórico de motivos na FH, que em 2010 se tornou a primeira da América do Sul a redeber da multi alemã a certificação Run SAP.

Na época, Fachin explicou a certificação como “o ITIL para SAP”.

Ao todo, a empresa curitibana já desenvolveu mais de 1 mil projetos SAP.

Com 300 colaboradores e clientes como O Boticário, Spaipa, Grupo Voges e Renault, a FH também tem outras certificações da SAP, além de prêmios – em 2010, foi eleita pelo 4º ano consecutivo Fornecedor Ouro do Grupo Boticário, à frente de IBM e Microsoft.

Já no SAP Award of Excellence 2009 a empresa foi eleita como uma das quatro melhores consultorias no país.