Corsan-Sitel vai de SoftExpert para tratamento de efluentes. Foto: divulgação.

Tamanho da fonte: -A+A

A Superintendência de Tratamento de Efluentes Líquidos e Resíduos Sólidos (Sitel) da Corsan, companhia responsável pelo saneamento no Rio Grande do Sul, adotou a plataforma SoftExpert Excellence Suite (SE Suite) para atender aos requisitos da ISO 14001.

A aplicação foi adotada para cobrir a estrutura de tratamento de resíduos (líquidos e sólidos) industriais, utilizando a infraestrutura implantada nos sistemas localizados no Pólo Petroquímico do Sul e no Complexo Industrial da General Motors do Brasil.

A solução de gestão integrada é utilizada por 74 usuários - 69 na Sitel Pólo Petroquímico do Sul e 5 na Cetel-General Motors Brasil, em Gravataí, com profissionais distribuídos em áreas como manutenção, operacional, gerenciamento de resíduos, laboratório de análises, administrativo e superintendência.

De acordo com Ivan Lautert Oliveira, superitendente de saneamento da Cetel/Sitel/Corsan, o SE Suite facilita a gestão do sistema permitindo que o mesmo seja implementado e controlado de forma eficiente.

"Tivemos redução da burocracia, do gasto de papel, da ocorrência dos erros, dos retrabalhos, das não conformidades, e até mesmo redução do nível de stress entre os colaboradores", explica Oliveira.

Implantado o projeto, a Corsan - SITEL tem hoje 100% de aspectos ambientais avaliados e relacionados aos seus controles por meio do SE Suite.

Segundo Selene Pergher, responsável pelo Sistema de Gerenciamento da Sustentabilidade da divisão, a solução proporcionou melhorias na padronização dos processos e maior controle nos cumprimento de prazos para a execução de ações.

"Temos um melhor alinhamento e a integração entre os módulos, o fácil acesso para todos os colaboradores, e a facilidade e produtividade na gestão da conformidade", explica.

Fundada em 1995 e contando atualmente com mais de 2 mil clientes e 300 mil usuários ao redor do mundo, a SoftExpert atende a setores como manufatura, governo, farmacêutico, hospitais e laboratórios, serviços financeiros, alta tecnologia e TI, educação, energia e utilidade pública, logística, varejo, serviços, entre outros.