MÃO DE OBRA

Softex: R$ 22 milhões em capacitação

05/12/2019 16:36

Oito instituições foram escolhidas para treinar 10 mil em currículo de tecnologia.

Marcos Pontes, ministro de Ciência e Tecnologia. Foto: Marcello Casal Jr - Agência Brasil

Tamanho da fonte: -A+A

O Ministério da Ciência e Tecnologia vai alocar R$ 22 milhões em um programa de formação de mão de obra com foco em aplicações móveis gerido pela Softex e executado em oito instituições de ensino no país, com o objetivo de atingir 10 mil pessoas a partir do início do ano que vem.

Em nota, o ministério informa que chamado Programa de Capacitação Empreendedora visa “capacitar novos desenvolvedores e gerar empregos qualificados”, com uma combinação de  material didático disponibilizado via internet e encontros semanais.

O projeto oferecerá conteúdo que cobre conhecimentos específicos nas áreas de desenvolvimento de aplicações, como sistemas, SDKs e APIs específicos para aplicações móveis; além de conteúdo focado em design, como UI e UX, e emprendedorismo, gestão ágil e monetização de apps.

“Queremos converter oportunidade e desafio em qualidade de vida para a sociedade, com a aplicação de tecnologias disruptivas como Internet das Coisas (IoT), edge computing, blockchain e Indústria 4.0, que surgem para transformar o país e gerar conhecimento científico e técnico que podem ser aproveitados em carreiras como as de TI, por exemplo”, destaca Marcos Pontes, ministro da Ciência e Tecnologia.

Além da formação técnica, os participantes serão incentivados a empreender seja atuando nas empresas ou criando startups para propor soluções para desafios que são identificados em organizações parceiras ou apoiadoras.

As oito instituições que participarão do Programa de Capacitação Empreendedora são: Instituto Presbiteriano Mackenzie (São Paulo), Senac (São Paulo), Pontifícia Universidade Católica, unidades Rio de Janeiro, Paraná e Rio Grande do Sul; União Brasileira de Educação Católica (Brasília), Instituto de Pesquisas Eldorado (Campinas) e Associação pela Excelência do Software de Campinas.

Na nota, o ministério não chega a esclarecer como foi feita a seleção dos participantes, mas frisa que as instituições cobrem nove regiões metropolitanas, onde vive 29% da populaçãoe é produzido 47% do PIB do país.

Veja também

CATARATAS
Plano de levar data centers para Foz ainda existe

Projeto oriundo do governo Dilma Rousseff faz sua primeira aparição na era Bolsonaro.

TRABALHO
TCS e PUC Londrina capacitam PCDs

Além da equipe da TCS, o projeto contará com o trabalho voluntário dos alunos de graduação da PUC.

GOVERNO
Continuidade na Softex: presidente e VP reeleitos

Ruben Delgado e Diônes Lima seguem nos seus cargos por pelo menos mais dois anos.

BRASÍLIA
Marcos Pereira, do PRB, preside conselho da Softex

Pereira é um dos expoentes da bancada evangélica no Congresso Nacional.

ESTUDO
Menos mulheres atuando em TI

Número total de profissionais aumentou, mas porcentagem ficou menor entre 2007 e 2017.

BRASÍLIA
Apex: hacker japonês espiona presidente?

Presidente demitido de caótica agência estatal acha que era espionado por hacker.

SINAL DOS TEMPOS
Acabou a Cebit, super feira de TI

Feira de tecnologia que marcou época foi cancelada, em meio a queda de público e desinteresse de expositores.

INOVAÇÃO
Veja as líderes em ações com startups

O ranking é liderado por Accenture, ISA CTEEP e Natura.

GARAGEM
BNDES monta programa de startups

O BNDES vai escolher uma aceleradora para operar um programa com orçamento de R$ 10 milhões.

ACATE
Governo de SC busca aproximação com startups

O projeto será colocado em prática no âmbito do LinkLab, programa da Acate.

GOVERNO
Serpro: adiante com plano de ser cloud broker

Estatal de TI está em busca de provedores de serviços de computação em nuvem.

SINAL
Venda do Serpro e Dataprev avança

Programa de Parcerias de Investimentos aprovou a venda das estatais de TI do governo federal.