FINANÇAS

Econodata entra no Inova Talentos

06/02/2014 09:42

A iniciativa proporciona bolsas do CNPq de R$ 1,5 mil a R$ 3 mil para estudantes universitários.

Paulo Krieser. Foto: divulgação.

Tamanho da fonte: -A+A

A Econodata, spin-off da gaúcha Krieser IT Solutions especializada em informações financeiras em tempo real foi uma das aprovadas no programa Inova Talentos.

Organizado pelo IEL, a iniciativa proporciona bolsas do CNPq de R$ 1,5 mil a R$ 3 mil para estudantes universitários que trabalhem em projetos inovadores dentro de empresas durante um ano.

Serão oferecidos, até 2015, mil bolsas para estudantes do último ano da graduação e para recém-formados desenvolverem inovações nas empresas, a um custo estimado de R$ 29 milhões.

Foram 229 projetos inscritos em todo o Brasil, sendo 179 aprovados no Inova Talentos. 

O Rio Grande do Sul foi um dos estados com maior envio de projetos, submetendo 35 trabalhos para 58 bolsistas, com aprovação de 29 e vagas para 47 profissionais.

Empresas como Gerdau, Artecola, Creare Sistemas, FCC, Herval, Midea Carrier, Naturovos também tiveram projetos aprovados.

Esse é o segundo programa de incentivo federal no qual a Econodata consegue se enquadrar.

A companhia foi um dos 56 projetos escolhidos na primeira edição do Start-Up Brasil para Com o receber um aporte de capital através da incubadora Wayra, da Telefônica, em um valor ainda não definido de até R$ 300 mil

A startup gaúcha desenvolveu um algoritmo que compila em tempo real dezenas de informações vindas de publicações em diferentes formatos da Bovespa, CVM e IBGE.

Os dados, que dizem respeito às cerca de 500 empresas com capital aberto no Brasil, são de grande utilidade para operadores do mercado financeiro, que precisam de acesso a dados em tempo real para tomar decisões.

Hoje esse mercado é dominado pela paulista Economatica, que provê o serviço desde os anos 80, e por grandes empresas multinacionais como Thompson Reuters e Bloomberg.

"Queremos entrar nos bancos, corretoras de ações, grandes investidores e os family offices que gerem o capital de grandes famílias”, afirma Paulo Krieser, um dos sócios da Econodata.

Veja também

ACELERANDO
1ª turma do Start-Up Brasil tem nove do Sul

Foram divulgados 56 projetos na primeira leva da iniciativa, que aportará R$ 60 mi até 2015.

DADOS
Econodata: startup foca dados financeiros

Spin-off da gaúcha Krieser IT Solutions, quer entrar em um mercado hoje dominado por grandes empresas: o provimento de informações financeiras em tempo real.

$$$
Quanto ganha um CEO de startup?

A faixa salarial da grande maioria (74%) dos CEOs de startups paulista fica entre US$ 0 e US$ 50 mil anuais.

E-COMMERCE
Dafiti leva aporte de R$ 50 milhões

Aporte será para expansão nos países onde a loja atua: Argentina, México, Colômbia, Chile e Brasil.