SAÚDE

Amazon, Facebook e Google têm home office por coronavírus

06/03/2020 15:50

Depois da Microsoft, medidas continuam concentradas em Seattle, nos Estados Unidos.

Nos Estados Unidos, 129 casos já foram confirmados e, no Brasil, se fala em 13. Foto: Pixabay.

Tamanho da fonte: -A+A

As empresas Amazon, Facebook e Google pediram para os seus funcionários nos Estados Unidos trabalharem remotamente por conta da disseminação do coronavírus, principalmente na região de Seattle.

Segundo o site ZDNet, a Amazon fez o pedido a todos os funcionários da área depois que um colaborador teve a confirmação do vírus. A recomendação foi que, aqueles que possam trabalhar em casa, o façam até o final do mês.

Antes, a Amazon teria pedido a todos os seus 798 mil colaboradores que parassem imediatamente todas as viagens não essenciais, tanto nacionais quanto internacionais.

O Facebook também fechou dois edifícios em Seattle, depois que um empreiteiro da cidade testou positivo para o novo coronavírus, além de cancelar sua conferência anual do F8 e impor restrições às viagens de funcionários. 

O Google também está recomendando que os funcionários de Seattle trabalhem em home office se possível.

A decisão aconteceu depois de que o condado de King, onde fica a cidade, recomendou aos empregadores que permitissem o trabalho remoto.

Com a recomendação, a Microsoft já tinha aderido à medida preventiva até o dia 25 de março, estendendo-a aos funcionários de São Francisco, também nos Estados Unidos.

Ainda segundo a publicação, outras grandes empresas apenas restringiram viagens por enquanto, como é o caso da Salesforce, IBM e Apple.

Os Centros de Controle e Prevenção de Doenças dos EUA (CDC) emitiram vários avisos devido à doença, recomendando que se evite viagens não essenciais à China, Irã, Coreia do Sul e Itália.

Segundo o reporte mais recente da Organização Mundial da Saúde (OMS), o surto do coronavírus tem um total  95.333 casos confirmados globalmente, em 85 países.

Mais de 84% dos casos são na China, epicentro da doença. Nos Estados Unidos, 129 já foram confirmados e, no Brasil, se fala em 13 casos, alguns já com transmissão local.

Para evitar a proliferação do vírus, o Ministério da Saúde recomenda medidas básicas de higiene, como utilizar lenço descartável para higiene nasal, lavar as mãos com água e sabão, cobrir o nariz e a boca com um lenço de papel quando espirrar ou tossir e jogá-lo no lixo e sempre limpar as mãos antes de tocar olhos, nariz e boca.

Veja também

TENDÊNCIA
Coronavírus valoriza empresas de TI

Enquanto uns choram, outros vendem lenços. Aumento do home office é oportunidade para o setor.

TRABALHO
Microsoft ordena home office por coronavírus

Medida foi tomada nos escritórios de Seattle e São Francisco, nos Estados Unidos.

INDÚSTRIA
Coronavírus impacta produção de eletrônicos em Manaus

Com falta de insumos vindos da Ásia, empresas têm estoques apenas para 15 dias.

MEDO
SXSW, a próxima vítima do Coronavírus?

Twitter e Facebook cancelaram sua participação no badalado evento em Austin.

SAÚDE
Funcionário da XP tem o coronavírus

Colaborador estava na Itália. Corretora de valores tomou uma série de medidas.

MOBILE
Coronavírus interrompe produção de celulares

Falta de componentes chineses atingiu fábrica da Motorola e da Samsung no Brasil.

SEM SINAL
Mobile World Congress é cancelado

Medo do coronavírus fechou o maior encontro de telecom do mundo, marcado para o fim do mês.

MEDO
Coronavírus esvazia Mobile World Congress

Grandes nomes estão cancelando participação no maior evento de mobilidade do mundo.

SAÚDE
Coronavírus leva Uber a suspender contas no México

Plataforma bloqueou contas de 240 usuários que poderiam estar infectados com o vírus.