Ericsson está migrando seu ambiente de PLM.

A Ericsson fechou com a Dassault Systèmes a aquisição da plataforma 3DExperience para fazer a gestão de ciclo de vida do produto (PLM, na sigla em inglês) dentro da empresa.

A gigante sueca de telecomunicações usará o software Enovia para criar um ambiente unificado de desenvolvimento de produtos, incluindo hardware, software, serviços e soluções.

O negócio é uma grande tacada para a Dassault Systèmes, que conseguiu emplacar a última versão do Enovia, a chamada V6, em um cliente referência.

Segundo informações do site Engineering.com, a Dassault venceu na disputa pela conta a Siemens PLM. 

De acordo com o portal especializado, a Ericsson quer deixar para trás um sistema PRIM, baseado em mainframe da IBM, e usar um software mais preparado para novas tendências como desenvolvimento de produto liderado por software, Internet das Coisas e 5G.

"A nova plataforma vai garantir a automatização e vai acelerar o fluxo de desenvolvimento e, ao mesmo tempo, disponibilizar informações importantes de produtos para grupos de usuários, tais como profissionais de vendas, integradores e equipes de suporte", explica Johan Torstensson, Chefe de Group IT & Enterprise IT da Ericsson.