INOVAÇÃO

Vivo procura startups com soluções antifraude

06/07/2021 12:19

Desafio com a Wayra Brasil tem inscrições abertas até 11 de julho.

Livia Brando, country manager da Wayra Brasil. Foto: divulgação.

Tamanho da fonte: -A+A

A Wayra, hub global de inovação aberta da Vivo no Brasil, anunciou um desafio para startups com o objetivo de acelerar a conexão entre as soluções antifraude e as grandes organizações.

Com inscrições abertas até 11 de julho, o programa busca soluções que possam apoiar desafios específicos nas áreas de autenticação de imagens e documentos, autenticação para atendimento seguro via WhatsApp e reconhecimento de voz para atendimento em televendas.

Também estão inclusas as áreas de gestão de plataforma antifraude para revendedores parceiros, gestão em rede e compliance de scripts, além de solução para detectar configurações maliciosas realizadas nos dispositivos como modems e roteadores.

"Neste desafio, estamos focando em soluções em cibersegurança, um tema cada vez mais relevante e presente no dia-a-dia das pessoas e dos negócios, impulsionados pela transformação digital", explica Livia Brando, country manager da Wayra Brasil.

O desenvolvimento de negócios pode seguir um modelo para uso interno, com soluções relacionadas à melhoria de eficiência e redução de custos operacionais, ou para uso externo, com a criação de novos produtos no Grupo Telefônica ou em parceiros que atuam como canais de distribuição para uma revenda B2B ou B2C.

"Para evoluir ainda mais nos modelos de prevenção à fraude e garantir o maior nível de segurança aos clientes, queremos nos conectar com negócios que possam colaborar com a Vivo em uma das áreas prioritárias da empresa no momento", afirma Rodrigo Gruner, diretor de inovação e serviços digitais da Vivo.

Segundo a empresa, as condições do investimento serão definidas individualmente para cada startup.

De acordo com o Gartner, os gastos mundiais com tecnologia, segurança da informação e serviços de gerenciamento de risco devem crescer 12,4% em 2021, movimentando cerca de US$ 150,4 bilhões.

Criada em 2011, a Wayra opera em dez países e já investiu mais de € 50 milhões em 800 startups. No Brasil desde 2012, o hub já investiu em 79 startups e possui 31 em seu portfólio atual, com aproximadamente metade gerando negócios com a Vivo.

Veja também

CÉUS
Pandemia derruba anjos

Investimento anjo caiu 20% no Brasil em 2020, ano no qual fundos tiveram recorde.

CAPACITAÇÃO
Inter oferece 10 mil bolsas para desenvolvimento Android

Treinamento em linguagem Kotlin é realizado com o Órbi Conecta e a Digital Innovation One.

PROCESSO
10 dicas de transformação digital para startups

A transformação digital não é apenas uma palavra da moda, é uma tendência organizacional e cultural.

CONSTRUÇÃO
Duratex vai investir R$ 100 mi em startups

A companhia criou um fundo de Corporate Venture Capital e atuará com o auxílio da Valetec.

INOVAÇÃO
Cisco lança hub voltado à cibersegurança

Centro faz parte do Movimento CyberTech Brasil, recém lançado em parceria com o Distrito.

CIÊNCIA
Unicamp e Templo.cc criam centro de inteligência artificial

No período de cinco anos, o projeto receberá um investimento de R$ 10 milhões.