BRASIL

Apenas 1% dos municípios estão prontos para o 5G

06/07/2022 11:03

Para ter a frequência ainda este ano, cidades precisam se adaptar até setembro.

As primeiras cidades a receber o 5G serão 16 capitais. Foto: Jeremy Bezanger/Unsplash

Tamanho da fonte: -A+A

A Associação Brasileira de Infraestrutura para as Telecomunicações (Abrintel) divulgou que apenas 1% dos municípios brasileiros estão prontos para receber a frequência 5G, o que adiou a chegada da tecnologia para setembro.

Das 5.568 cidades, somente 100 têm leis atualizadas para a instalação de antenas de quinta geração, sendo 16 delas capitais. Segundo o cronograma do Governo Federal, elas serão as primeiras a receber o 5G.

Entre as capitais no início da fila, estão: Boa Vista, Brasília, Campo Grande, Curitiba, Florianópolis, Fortaleza, Manaus, Natal, Porto Alegre, Porto Velho, Recife, Rio de Janeiro, São Luís, São Paulo, Teresina e Vitória.

De acordo com Fábio Faria, ministro das Comunicações, todas as capitais brasileiras que alinharem suas normas à Lei Geral de Antenas até o fim de setembro terão o 5G ainda neste ano.

O novo prazo também leva em conta a demanda de entrega de equipamentos pela indústria chinesa, que levou mais tempo devido às restrições sanitárias impostas no país asiático por causa do coronavírus.

Seguindo o cronograma da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), o processo de chegada do 5G no Brasil vai acontecer ao longo dos próximos oito anos. 

Em 2022, os primeiros consumidores da tecnologia serão os moradores de capitais e do Distrito Federal, que devem ter o processo finalizado até 2024.

Depois, cidades com população igual ou superior a 500 mil habitantes devem receber o 5G até 2025, com processo concluído até 2030, atendendo a mais de 1,7 mil locais.

Conforme o Ministério das Comunicações, a estimativa é que o 5G gere mais de US$ 1 trilhão em investimentos no Brasil nos próximos 20 anos. 

Veja também

INDÚSTRIA
Gerdau terá rede 5G com Embratel e Claro

Rede privativa dedicada será implementada na usina de Ouro Branco, Minas Gerais.

PESQUISA
Campinas tem rede de colaboração sobre 5G

O projeto reúne universidades, entidades do setor e a operadora TIM. 

PARA ONDE IR?
Empresas não sabem potencial do 5G

IDC aponta que conhecimento sobre o tema ainda está muito ligado à conectividade em devices e escritórios.

CONEXÃO
Telefónica usa AWS para 5G no Brasil

Projeto aposta em uma arquitetura híbrida, com nuvem em data centers próprios.

WIRELESS
QMC Telecom testa 5G em ambiente indoor

Local escolhido foi o Bossa Nova Mall, shopping integrado ao Aeroporto Santos Dumont.

REDE
Logicalis: dados para 5G com HPE

A marca será um dos fornecedores a compor o portfólio da multinacional.