Alta do dólar, endividamento da empresa e redução da produção de óleo influenciaram no resultado. Foto: flickr.com/photos/pacgov

Tamanho da fonte: -A+A

A Petrobras registrou um prejuízo líquido de R$ 1,346 bilhão no segundo trimestre de 2012.

Em 13 anos, esse é o primeiro resultado negativo da estatal. Segundo levantamento da consultoria Economatica, o último prejuízo havia sido registrado em 1999, com perda de R$ 1,539 bilhão.

A Economática afirma que este é o maior prejuízo com despesas financeiras da história da Petrobras.

Segundo o balanço da empresa, o lucro líquido de R$ 7,868 bilhões, queda de 64% em relação ao mesmo período do ano passado.

Influenciaram para o resultado a alta do dólar junto com o endividamento da empresa e a redução da produção de óleo com as paradas para manutenção, informa o comunicado.

No relatório, a presidente da Pretobras, Maria das Graças Foster, diz que o resultado vem principalmente da "expressiva depreciação do real frente ao dólar, despesas extraordinárias com poços secos e o desalinhamento de preços dos derivados vendidos no mercado brasileiro”.

As dívidas e a retenção do valor a mais pago pela gasolina importada já tinha sido determinantes para a queda do lucro já no primeiro trimestre, quando o lucro líquido ficou em R$ 9,214 bilhões.

Em vigor desde o dia 25 de junho, o aumento de 7,83% na gasolina e 3,94% no diesel devem refletir em melhores resultados no próximo trimestre.