José Eugênio Braga, presidente da Embarcadero do Brasil. Foto: Divulgação.

A Embarcadero Technologies, divisão da Idera que oferece soluções de software para o desenvolvimento de aplicações, anuncia o lançamento de seu novo Programa Acadêmico, que oferece acesso gratuito a suas ferramentas de desenvolvimento para universidades.

Hoje mais de 150 universidades fazem parte do Programa Acadêmico da Embarcadero, mas com a nova versão, o projeto passa a ser gratuito para universidades públicas. As licenças são voltadas para o desenvolvimento de aplicações e aplicativos mobile, visando o uso em laboratórios e salas de aula.

O programa permite que todas as instituições de ensino tenham acesso a um pacote premium de licenças, por cerca de 1% do valor praticado, que suporta uma carga muito maior e tem como objetivo o desenvolvimento de aplicações corporativas.

O Programa Acadêmico da Embarcadero com opção gratuita estará disponível a partir do dia 10 de setembro para qualquer universidade pública que atinja os critérios mínimos exigidos. 

Ele inclui um pacote de licenciamento padrão para sala de aula, além de livros gratuitos para iniciantes em Delphi, bem como materiais online ou e-books para fins educacionais. Um pacote semelhante estará disponível para formação C ++, usando as soluções C ++ Builder e RAD Studio da Embarcadero.

"Acreditamos que nossas ferramentas de codificação visual são muito adequadas para o aprendizado e queremos torná-las facilmente acessíveis para aspirantes a desenvolvedores e estudantes", disse Atanas Popov, gerente geral da Embarcadero.

Os escritórios locais da Embarcadero e a rede global de parceiros são responsáveis pelos processos de licenciamento e distribuição do Programa Acadêmico. 

“Já temos no Brasil um programa com um pacote premium dos produtos para atender ao mercado acadêmico, com preços por volta de 1% do valor de licenças comerciais, do qual fazem parte muitas instituições de ensino de ponta do país. Poder estender esse acesso gratuitamente a todas as universidades públicas é o atingimento de um dos maiores objetivos que perseguimos”, completa José Eugênio Braga, presidente da Embarcadero do Brasil.