Amazon no Brasil é uma realidade. Foto: divulgação.

Tamanho da fonte: -A+A

Sem muito alarde, a Amazon iniciou suas operações na internet brasileira na madrugada desta quinta-feira, 06, colocando no ar o Amazon.com.br, com a venda de e-books.

O site chega com 1 milhão de títulos, entre títulos em português - cerca de 14 mil - e inglês, em diversas áreas. Além disso, o site conta com cerca de 5 mil títulos gratuitos, em uma estratégia de atrair o público para a nova plataforma de leitura.

Quantos aos preços, a Amazon já chega com sua proposta de valores mais competitivos, oferecendo títulos abaixo da média dos livros físicos. Sucessos como o livro Cinquenta Tons de Cinza, que custa em média R$ 39,90 em papel, na sua versão digital custa R$ 21,90.

Segundo destaca o Valor, a Amazon fechou contrato com 90 editoras para oferecer livros em português na loja do Kindle.

"Queremos trabalhar com todas as editoras do Brasil", disse David Naggar, vice-presidente de conteúdo do Kindle, que afirmou também que a expectativa da empresa é vender milhões de e-readers.

Conforme destaca a gigante do e-commerce, para quem quiser comprar os e-books, não é obrigatório o e-reader exclusivo da empresa, o Kindle. O site oferece para download os aplicativos para Android, Windows e iOS, para quem já quiser sair lendo.


KINDLE

Além disso, o site tem uma mensagem para os consumidores, oferecendo o seu e-reader pelo preço de R$ 299. Nos Estados Unidos, o mesmo aparelho é vendido por US$ 89.

Em comparação com o mercado nacional, o Kobo, da Livraria Cultura, é vendido por R$ 399.

Pelo site, os interessados já podem cadastrar e-mail para receber informações quando for inicializada a comercialização do Kindle, que segundo a Amazon, deve ser comercializado nas próximas semanas.

TRANFERINDO CONTAS

Com a loja do Kindle em versão brasileira, os donos do aparelho que já compravam na Amazon norte-americana estão receosos com a transferência das contas para a nova loja.

Segundo alguns leitores do Baguete, alguns usuários que fizeram a mudança para a nova loja teriam perdido seus arquivos comprados na Amazon.com e não estavam acessando a loja virtual via Kindle.

No entanto, para contornar esta situação, a Amazon colocou em seu site brasileiro o link "Gerencie Seu Kindle", onde é possível configurar o dispositivo para acessar tanto a loja brasileira, quanto a norte-americana, sem perda de arquivos.

AMAZON

Ao observar o site, é possível ver claramente que a estratégia da Amazon no e-commerce brasileiro está só começando, mas a empresa, que lidera o segmento ao redor do globo, já chega mostrando sua força.

Depois de boatos sobre uma possível compra da rede de livrarias Saraiva, para uma chegada mais agressiva ao mercado, a Amazon acabou o caminho mais discreto, mas chegando a tempo para o Natal.

Agora resta saber como será o desempenho da marca, e como ela deve se expandir nos próximos meses, aproveitando o mercado fértil que é o e-commerce brasileiro, que movimentou cerca de R$ 10,2 bilhões no primeiro semestre de 2012.

A operação da Amazon no Brasil é comandada por Alexandre Szapiro, ex-diretor-geral da Apple no Brasil, com um investimento inicial de R$ 5 milhões.