A Polícia Rodoviária Federal (PRF) implantou do Sistema Eletrônico de Informações. Foto: Divulgação.

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) implantou do Sistema Eletrônico de Informações (SEI) para a tramitação eletrônica de seus documentos e processos. A plataforma está em uso desde o dia 4 de janeiro.

A ferramenta é oferecida gratuitamente pelo Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MP) e deve gerar uma economia de R$ 5 milhões ao ano para a PRF.

“A utilização do SEI é muito importante para agilizarmos os processos, pois temos em torno de 600 pontos de atendimento ao cidadão. Às vezes um documento demorava semanas para ir de um ponto para outro no Brasil, a agora isto será instatâneo”, explica José Luis Pinheiro Gomes, gerente do Projeto Processo Eletrônico no âmbito da PRF. 

Segundo o policial, a utilização do sistema também é importante para mapear os fluxos e padronizar os procedimentos dos 11 mil servidores do órgão cadastrados no sistema.

“O SEI elimina o uso do papel, agora os processos e documentos podem ser assinados por tablets e celulares, é uma verdadeira revolução na gestão pública”, afirma o secretário de Tecnologia da Informação do MP, Cristiano Heckert.

A Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq) e a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) também implantaram o SEI nesta última semana. 

Com esta adesão, o número de órgãos que utiliza efetivamente o sistema na Administração Pública Federal subiu para 21. 

De acordo com o Decreto nº 8.539, todos órgãos devem enviar o cronograma de implementação do uso do meio eletrônico para a realização do processo administrativo a Secretaria de Tecnologia da Informação (STI) até abril deste ano.